Resultado de Pesquisa

O clima esta colocado, já temos filmes, musicas, livros tudo pra curtir o Natal ao melhor estilo, agora é hora de comprar os presentes. (*inclusive já demos uma dica de presente aqui*)

Mas para hoje em nosso calendário, apresentamos o grande guia para presentear amigos com livros!!

Selecionados vários tipos de amigos, com seus estilos particulares. Basta encontrar qual tipo de amigos você tem, e assim quem sabe não encontra um livro bem legal pra ele.

A ideia é poder também dar um incentivo à leitura, mostrando para diferente tipo de pessoas que elas podem encontrar livros que combinem com seus gostos. Você estará dando aos seus amigos não só um objeto, mas também uma experiência única e pessoal.

Então, dê livros de presente para seus/suas amigos(as):

Geeks

O guia do mochileiro das galáxias – Douglas Adams

Essa é a maior obra de Douglas Adams, que percorre o tempo conquistando cada vez mais admiradores. Essa edição em especial, reúne os 5 volumes da série em um único livro. Porém os capítulos mais curtos e o humor ácido da narrativa contribuí para um leitura mais rápida. E para quem já conhece, não deixa de ser igualmente um bom presente.

Amazon | Saraiva

Senhor dos anéis : edição completa – J.R.R. Tolkien

Para alguém fascinado por universos mágicos e jornadas épicas marcadas por batalhas e conflitos de reinos, a trilogia clássica de o Senhor dos Anéis pode ser um presente e tanto. A leitura é um pouco mais densa, e cada livro da trilogia costuma ter entre 300 e 470 paginas. Mas no caso da pessoa presenteada já conhecer a história, ou ser amante dos filmes, o box com a trilogia completa, ou o livro e volume único, podem acabar agradando bem mais.

Amazon | Saraiva

Jogador Nº1 – Ernest Cline

Mas se estamos falando de alguém apaixonado por games, desenvolvedores e a criação dos consoles clássicos, então Jogador Nº 1 é o livro. Além da história apresentar milhares de informações sobre jogos e cultura geek, ela também trabalha com a nostalgia dos anos 80 — incluindo musicas da época —, tudo isso em meio a uma aventura por um mundo virtual. O livro será adaptado em 2018 para os cinemas, então é mais um motivo para ler.

Amazon | Saraiva

Movidos por Música

Porcelain : Memórias – Moby Porcelain 

A autobiografia do DJ nova iorquino de sucesso é leitura obrigatória na estante dos movidos a musica. Moby se fez no cenário musical insano e festivo da nova Iorque dos anos 80 e soube se reinventar na década seguinte para criar um álbum novo que arrebatou enorme publico. Além de ser música obrigatória, Moby é leitura obrigatória.

Amazon | Saraiva

The Beatles – Todas Músicas, Todas As Letras, Todas As Histórias

A banda de rock inglesa que impactou o cenário da musica mundial durante décadas, e que de certa forma ainda exerce sua influencia, teve seus maiores sucessos coletados nessa edição lindíssima da Sextante. O livro digno de colecionador traz fotografias, manuscritos, curiosidades sobre o grupo, e uma analise sobre suas canções.

Amazon | Saraiva

Feministas

Americanah – Chimanda Ngozi Adichie

Chimanda tem mostrado ao mundo não só a discriminação vivada pelas mulheres em cenário mundial, mas também em especial as mulheres de sua própria cultura. A escritora nigeriana já publicou um livros — sejamos todos feministas — em que trata unicamente do assunto (disponível gratuitamente em formato digital). Porém, em Americanah, Chimanda consegue não só tratar sobre a questão, como também da uma visão geral sobre os diferentes tipos de mulheres e suas escolhas de vida.

Amazon | Saraiva

Eu sou Malala – Malala Yousafzai

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina Malala Yousafzai levantou a voz quando viu seu direito de frequentar a escola ser negado, após o Talibã assumiu o controle do vale Swat onde morava. Sua luta pela educação acarretou uma triste repressão, e a jovem Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa, quando voltava da escola. O mundo todo acompanhou sua recuperação, e sua subida como símbolo de uma causa. Ela se tornou a mulher mais jovem a ser condecorada com o Nobel da Paz.

Amazon | Saraiva

Histórias de Ninar Para Garotas Rebeldes – Elena Favilli, Francesca Cavallo

Apesar de simples, é um livro que traz um mensagem muito forte, e suas ilustrações o tornam ainda mais encantador. Pode ser que seu publico alvo seja garotas mais novas, mas é um livre capaz de inspirar mulheres de todas as idades, e por que também não homens e garotos? Essa coletânea de grandes personalidades femininas que marcaram a história mostra-nos que as mulheres possuem força para fazer qualquer coisa, e merecem apoio e reconhecimento.

Amazon | Saraiva

Influenciadores Digitais

Leia Isto Se Quer Ter Muito Sucesso no Instagram – Henry Carroll

O instagram deixou de ser um álbum de fotos digitais, e hoje, é considerado uma das maiores ferramentas para market pessoal, e até mesmo gerenciamento de negócios. Mas para se dar bem nesse mercado é preciso saber se destacar. Esse livro tornou-se bem popular no exterior, ele reúne usuários da plataforma que possuem altos números de seguidores e interação, e os convida a dar dicas de como administrar a rede da melhor forma possível.  (meio louco né)

Amazon | Saraiva

Tá gravando. E agora? – Kéfera Buchmann

Alguns a admiram, outros nem tanto, mas independente disso é impossível negar que a Kéfera foi uma das principais pioneiras do estilo popular e atual de produção de conteúdo para a internet. A atriz que começou falando de assuntos cotidianos sob um olhar bem humorado e debochado, alcançou os cinemas e programas de tv com o seu sucesso. Em seu segundo livro, — Tá gravando, e agora? — kéfera compartilha um pouco sobre sua forma de criar vídeos.

Amazon | Saraiva

Pipocando – Rolandindo, Bruno Bock

O pipocando é um dos mais influentes canais sobre cinema e séries no youtube. Seu sucesso foi tamanho que hoje eles trabalham como uma empresa, tendo canais sobre musicas e jogos além de programas especiais na tv. Sob o olhar de Rolandindo e Bruno Bock o livro revela alguns passos dos bastidores do canal. Uma ótima fonte de inspiração.

Amazon | Saraiva

Das Exatas

Os segredos matemáticos dos Simpsons –  Simon Singh

Pode parecer engraçado, afinal estamos falando dos simpsons, mas Simon Singh — conhecido por muitos estudos matemáticos — dedicou seu tempo para uma analise profundo sobre como o sucesso dos Simpsons pode estar ligado aos números. Em homenagens a grandes estudiosos, formulas e até mesmo a própria estruturação da série animada.

Amazon | Saraiva

O fantástico Mundo dos Números a Matemática do Zero ao Infinito – Ian Stewart

Um livro fantástico, que promete cativar até mesmo aqueles que possuem pouca afinidade com os números. Apresentando como povos antigos desenvolveram a matemática.

Amazon | Saraiva

Uma breve história do tempo – Stephen Hawking

Stephen Hawking é um nome que há muito tempo ultrapassou as fronteiras do seu próprio campo. O físico teórico que é portador de Esclerose lateral (ELA) escreveu essa obra em 1984 “Uma breve história do tempo” é um dos seus livros de maior sucesso, de caráter de divulgação científica, o físico aborda uma diversidade de teorias da física quântica, como a teoria do Big Bang, e outras. Perfeito para os fãs de ciência de longa data e para os que estão se interessando agora pelo mundo da física quântica.

Amazon | Saraiva

Com muita Criatividade

Destrua este diário: Agora em cores – Keri Smith

De inicio a ideia de estragar um livro pode ser bem incomoda, mas com o tempo torna-se uma experiência “libertadora”, a designer Keri Smith propõe aos corajosos a missão de criar e dar um novo significado para um diário, por meio de registro peculiares. Essa nova versão, colorida, além de trazer um estimulo diferente traz também novos desafios.

Amazon | Saraiva

Roube como um Artista – Austin Kleon

Um guia bem rápido, com 10 conselhos de como se inspirar sem cometer plágios. Além disso o livro fornece orientações sobre como criar vínculos, e fazer com que suas criações cause boas impressões. Perfeito para quem depende da criatividade para trabalhar.

Amazon | Saraiva

Grande Magia: Vida criativa sem medo – Elizabeth Gilbert

O livro foi escrito por Elizabeth Gilbert, autora do famoso livro “Comer, Rezar e Amar“. A Grande Magia no entanto não é um livro de ficção, Elizabeth fala sobre os desafios de se lidar com a criatividade e de como saber cuidar de suas ideias, tudo isso baseada em suas próprias experiências de vida.

Amazon | Saraiva

Sinistros

Coleção: Medo Clássico – Edgar Allan Poe

A editora darkside traz esse livro como homenagem a um dos maiores nomes da literatura de horror e suspense. Um compilado de contos e algumas traduções especiais feitas por autores como Machado de Assis e Fernando Pessoa para a obra de Poe. Em suma, a Darkside traz o presente perfeito para aquele amigo que gosta de um bom calafrio na espinha, clássico e feito com muita qualidade.

Amazon | Saraiva

O Bazar Dos Sonhos Ruins – Stephen King

Uma nova antologia de 20 novos contos do mestre do terror Stephen King, aqui o autor traz personagens atormentados pela iminência da morte, seja da sua ou dos outros. Um King maturo e na sua melhor forma é a melhor pedida para embalar os sonhos de terror do(s) seu(s) amigo(s) fãs de contos de mistério e horror. Ou seja, diversão garantida.

Amazon | Saraiva

Loney – Andrew Michael Hurley

Andrew Michael Hurley cria em Loney uma atmosfera de horror gótico, sufocante e capaz de prender o leitor. Ele narra a relação de Andrew Smith com uma região isolada da Inglaterra chamada Loney, mais especificamente uma faixa de terra de nome Moorings. Como o personagem fica marcado por toda vida após as experiência que teve lá e como ele se vê obrigado a voltar para essa região muitos anos depois são os temas principais do livro.

Amazon | Saraiva

Com espírito Aventureiro

Grandes Aventuras – Lonely Planet

O livro pensado pela Lonely Planet é na verdade o volume de uma coleção sobre grandes viagens e dicas de roteiros. Nesse volume existem dicas sobre trilhas, mergulhos, escaladas, e até mesmo ciclismo, em diferentes localidades.

Amazon | Saraiva

100 Viagens Inspiradoras – Michael Ondaatje,‎ Joseph Marshall III,‎ Paul Theroux

O livro dedica-se a reunir lugares que marcaram a história humana ao longo da sua existência. Desde a Construção de templos até paisagens esculpidas pelo tempo. Cenários inspiradores para viajantes.

Amazon | Saraiva

Gabriel, As Montanhas E O Mundo – Alícia Uchôa

Gabriel Buchmann viveu da maneira como quis, tendo contato com diferentes culturas e coletando experiências ainda muito jovem. Infelizmente sua jornada de vida terminou de forma triste, porem seus passos deixados pelo mundo inspiraram um filme, que estreou esse ano, e esse livro escrito por sua mãe.

Amazon | Saraiva

Que vivem/sonham Grandes Amores

Todo amor – Vinicius de Morais

Ninguém é melhor do que Vinicius de Moraes para falar do amor. O talento do poeta brasileiro reside vê-lo por todos os ângulos, todos os modos, todos os sentimentos. Aqui, nas palavras de Vinicius, o amor esta ao centro. Perfeito para os amantes, para os apaixonados, para os eternos românticos, para os solteiros e para os casados, as palavras de Vinicius são verdadeiras, cortam fundo na alma e trazem todos os sentimentos a tona.

Amazon | Saraiva

Água para elefantes – Sara Gruen

São os cruéis anos 30 nos EUA, o jovem Jacob Jankowski decide fugir de sua vida como estudante de veterinária. O garoto entra para o trem do circo em busca de algo novo, uma aventura talvez. Lá ele conhece Marlena, a encantadora de cavalos e esposa do dono do circo. Entre eles floresce um amor profundamente proibido que terá de lutar não só contra homens, mas também contra o próprio tempo. Um clássico moderno necessário para qualquer um que adore uma boa história de romance para encantar todas as idades.

Amazon | Saraiva

P.s.: Eu te amo – Cecelia Ahern

Um livro que já inspirou um filme aclamado. Onde Gerry e Holly planejam uma vida juntos, porém tudo toma um novo rumo com a morte de Gerry. Holly. Certo dia ela se depara com uma série de cartas deixadas por  Gerry. Elas parecem prepara-la para a vida sem ele. Incentivando-a crescer e descobrir coisas novas da vida. As cartas de Gerry a mostram que a vida não termina diante de uma grande perda, mas pode ser movimentada por suas lembranças.

Amazon | Saraiva

A neves de dezembro trouxeram para os cinemas “O assassinato no expresso oriente” livro de Agatha Christie. E nesse embalo nada melhor para o último mês do ano que um clima de mistério e um intrincado crime para ser resolvido — mesmo não nevando por aqui.

Então você, assim como eu, foi ver “O assassinato no Expresso Oriente” e achou aquilo incrível; toda a tensão em volta do detetive Poirot enquanto ele tenta resolver o assassinato?! Eu sei que eu sim!

Particularmente sempre fui apaixonado pelos famosos drama de mistério, e pela busca incessante em resolver o conflito da história. No cinema os filmes de Alfred Hitchcock são encantadores nesse sentido, mas e no mundo da literatura?

Quando falamos de livros de mistério alguns nomes vem naturalmente a cabeça. Que tal falarmos mais deles hoje, assim você já sabe o que buscar agora que quer acompanhar mais detetives resolvendo seus casos impossíveis.

Ah! Comprando um dos livros linkados aqui você nos ajudará nosso blog a crescer cada vez mais.

Outros casos de Hercule Poirot – Agatha Christie 

É inevitável. Se você gostou de uma história do detetive Hercule Poirot você vai gostar de todas as outras. Agatha é especialista em homicídios impossíveis, histórias com cenários macabros e cenários intrincados de dar o nó no cérebro de qualquer leitor e quando ela escreve para Hercule Poirot ela cria com seu personagem uma intima relação, onde ela traça os caminhos e o detetive se vê desafiado pela sua própria criadora.

Para nós leitores, resta o maravilhamento da genialidade da autora que foi chamada de Rainha do Crime. Alguns dos cenários mais interessante são colocados em livros como o próprio “Assassinato no expresso oriente” onde o assassinato invariavelmente esta preso e camuflado dentre os passageiros. Um dos mais deslumbrantes cenários é colocado em “E não sobrou nenhum” quando Agatha isola um grupo de pessoas em uma ilha deserta, e um a um os personagens vão morrendo, como revelar o assassinato quando não sobra ninguém em pé? (porém essa não é uma história do detetive Poirot).

Em suma, a Rainha do Crime merece continuar a ser lida pelo seu intelecto ao criar situações intrigantes e pela sua capacidade em intrigar o leitor desde a primeira página até a ultima. Se você gostou do filme “O assassinato no expresso Oriente”, que tal conhecer o Poirot original ? Quem sabe em breve eu não falo um pouquinho dos dois por aqui 😉

Sherlock Holmes – O cão dos Baskervilles – Sir Arthur Conan Doyle 

Em termos de detetives famosos, Sherlock Holmes talvez seja o maior. O detetive particular que habitou em 221B da rua Baker Street foi descrito e construído com tanta fidelidade que até hoje muitos questionam se não houve um Sherlock Holmes real que haveria inspirado Conan Doyle. Diferente de Poirot, que parece jogar o jogo, Holmes foi criado com tendencia a domina-lo. Ler um dos romances e contos em que o detetive é o protagonista equivale a ser levado para dentro da mente do inglês, sendo guiado sempre pelo fiel Dr. Watson.

Acompanhar Holmes enquanto ele desvenda um caso é fascinante. Enquanto estamos ao lado do Dr. Watson, vemos o detetive resolver qualquer coisa, por mais desafiadora que seja, ele pode desvendar certos casos em instantes. Em outros casos, é fascinante acompanhar o vaivem intelectual que se desenvolve com Holmes e o desafio colocado, como em “O cão dos Baskerville” um caso aparentemente insolúvel e com elementos sobrenaturais, no qual um cão que seria enviado dos infernos como uma maldição que iria recair sobre a secular família Baskerville e sua propriedade pantanosa. Se você busca um dos livros de Holmes, você busca um desafio intelectual a si mesmo, e além disso é sempre bom conhecer as inspirações da própria Rainha do Crime.

O Chamado do Cuco – Robert Galbraith 

Depois de conhecer o passado é impossível não sermos jogados ao futuro. Em 2013, o misterioso autor Robert Galbraith lançou seu primeiro livro “O chamado do Cuco“, ele nos mostra como evoluiu a tradição de detetives. Após Conan Doyle e Agatha Christie, o que há de mais moderno é o detetive Cormoran Strike e sua assistente Robin, que estão investigando um caso de aparente suicídio de uma jovem modelo britânica. Há vários problemas no caso, que seguindo a tradição inglesa, é intrincado e repleto de informações, mas além disso uma das maiores marcas do livro é a fragilidade de Strike, um ex combatente que volta da guerra do Afeganistão com marcas psicológicas e físicas da guerra e a dificuldade de lidar com Robin, sua secretária que almeja ao posto de detetive um dia.

Galbraith seguindo seus predecessores, traça uma complexa relação entre criador e criatura, levantando mais e mais barreiras para Strike a cada virar de página. Se você busca um sucessor natural aos dois autores citados acima,com seus próprios problemas que dialogam com os atuais tempos, este homem é Galbraith….

Porém há um problema, Galbraith não existe. Em 2013, algum tempo após o lançamento do livro veio a publico a informação que Robert Galbraith é ninguém menos que J. K. Rowling. A autora havia criado uma série de barreiras para não ser reconhecida, e lançar esta história individualmente, mas isso não foi possível. (Entretanto, um pequeno conselho de leitor, vale a pena ler o chamado do cuco esquecendo quem é o verdadeiro autor, e não ficando preso a expectativas criadas em torno deste nome.)

Desde 2013, Galbraith/Rowling já lançou mais dois livros ” O bicho da seda” (2014) e “Vocação para o mal” (2015).

Os Assassinatos da Rua Morgue – Edgar Allan Poe 

Aqui Poe é o inicio de tudo. Muitos colocam C. Auguste Dupin, o detetive que protagoniza uma trilogia de contos de Poe como predecessor de Sherlock Holmes, Poirot e todos os outros. Em “Os assassinatos da Rua Morgue”, Dupin se vê diante dos homicídios de uma mãe e sua filha na Paris do século XIX. Diferente dos outros, este não é um detetive no sentido formal da palavra, porque a palavra ainda não era usada, Dupin tem diversas motivações para resolver os mistérios colocados neste conto e nos outros dois “O mistério de Marie Roget” e “A carta roubada“.

É fácil entender por que Poe foi um dos principais criadores e influencia para o gênero dos livros policiais, poucos foram tão racionais e tão eficientes em entender os lados sombrios da mente humana. Dupin busca resolver os mistérios por um procedimento de raciocínio frio e calculado, inclusive embarcando na mente do assassino. Uma leitura rápida e fascinante, Poe sendo mestre dos seus personagens sabe desenvolver cada canto da genialidade dedutiva.

Se vimos tudo que há de mais moderno, devemos também entender onde tudo começou, e é aqui em Poe. A melhor parte é que “Os assassinatos da rua morgue” esta disponível na internet para leitura livre.


Por hoje é só 🙂

Dessa vez eu optei por apresentar os grandes nomes de uma tradição inglesa de detetives, seus assistentes e seus casos misteriosos, porém há muito mais que podemos tratar em um post futuro.

Você gostou? Esquecemos de algum autor ? Quer ver outras histórias de mistério e suspense por aqui?  Conta pra gente!!

Até a proxima,

Gusta

Para os amantes de livros a Black Friday equivale a um feriado, uma data comemorativa onde presenteamos a nós mesmos, e por quê não os outros também.

Nessas horas nada se compara a satisfação de ver aquela lista de livros desejados diminuindo. No entanto, melhor que isso é a satisfação de comprar coisa boa gastando pouco.

Selecionamos alguns livros das nossas wishlists, além de algumas leituras que gostamos muito, para recomendar a vocês. E fomos atrás de dois sites que costumam liderar as vendas de livros na Black Friday todos os anos: A Amazon e a Saraiva.

Ambas as lojas organizaram uma semana de esquenta, com descontos especiais. Na Saraiva encontramos itens com até 70%, e na Amazon até 90% nas ofertas relâmpagos.

Informações importantes: Esses valores foram coletados próximos à 00:00 do dia 23/11/17 para 24/11/17, e podem sofrer alteração devido promoções especiais ou falta no estoque. Ambas as lojas estarão participando da Black Friday até o dia 16/11/17. Para Amazon, o frete é grátis em compras acima de R$100 (consulte os valores para sua localização). Na Saraiva, o frete é grátis na escolha de retirar o produto na loja.

Confira nossa lista 

Grandes e Renomados

Não me abandone jamais – Nessa obra de kazuo ishiguro, vencedor do nobel de literatura, uma mulher no fim de sua carreira de cuidadora, relembra de seus dias em um internato inglês, que escondidas certas peculiaridades.

Amazon: R$44,93 Saraiva: R$44,90

Gigante Enterrado –  Também escrito por kazuo ishiguro. Um casal de idosos, em uma terra coberta por uma névoa do esquecimento, embarcam em uma jornada ao lembrar da existência de um possível filho.

Amazon: R$34,12 R$ Saraiva: R$33,70

Kindred – Uma mulher negra passa pelos desafios de salvar sua existência, quando faz viagens no tempo que a levam para um período de escravidão. Saiba mais aqui.

Amazon: Edição de Luxo R$37,70 / Edição comum R$18,80
Saraiva: Edição de Luxo 44,90 / Edição comum R$22,40

O sol é para todos – Narrado pelo olhar de uma criança cujo o pai advogado passa a ser hostilizado ao cuidar do caso de um homem negro acusado de estuprar uma mulher na década de 30.

Amazon: R$26,70 Saraiva: R$28,90

 

Y.A

Tartarugas até lá embaixo – O novo livro de John Green traz uma trama envolvendo uma investigação, uma repensa e TOC (transtorno obsessivo compulsivo).

Amazon: R$16,32 Saraiva: R$24,40

O Sol também é uma Estrela – Uma narrativa sobre os encontros, amores à primeira vista, imigrantes e identidade cultural. Saiba mais aqui.

Amazon: R$20,90 Saraiva: R$20,90

O ódio que você semeia – Uma jovem precisa lidar com o racismo mascarado na sociedade, e a responsabilidade de testemunhar sobre a morte de seu melhor amigo. Saiba mais aqui.

Amazon: R$23,80 Saraiva: R$23,90

Extraordinário – Um garoto como qualquer outro, mas que é visto de forma diferente pelo mundo por conta da sua aparência.

Amazon: R$12,25 Saraiva: R$21,90

 

Fantasia

Criadores de coincidência – Três personagens que são encarregadas da formação dos caminhos que levam os humanos aos seus destinos, relatam sua experiências nesse trabalho fantástico.

Amazon: R$19,90 Saraiva: R$19,90

Coração de Aço – O primeiro volume da série Executores, nos introduz a um universo onde pessoas são dotadas de super poderes, porém transformam-se em super vilões e não heróis.

Amazon: R$27,60 Saraiva: R$27,90

Três coroas negras – Em uma ilha, por gerações, trigêmeas nascem incumbidas de poderes especiais, e são criadas separadamente. Em seus aniversários de 16 anos, precisam batalhar pelo controle do reino.

Amazon: R$23,90 Saraiva: R$23,90

Crianças Peculiares – Um jovem ao investigar as misteriosas histórias do avô, encontra em uma ilha o acesso para um lar de crianças poderosas e peculiares.

Amazon: R$18,90 Saraiva: R$23,90

 

Trillhers e suspenses

Piano vermelho – Piano vermelho é a segunda obra de Josh Malerman, autor de Caixa de Pássaros. Nesse thriller músicos são contratos para ir até o deserto investigar um som conhecido por enlouquecer quem o ouve.

Amazon: R$17,60 Saraiva: R$19,90

It: A coisa – Alguma coisa na cidade de Derry é responsável pelo desaparecimento de várias crianças e um grupo de jovens decide enfrentar essa coisa.

Amazon: R$41,30 Saraiva: R$49,90

Boneco de Neve – O inspetor Harry Hole precisará lidar com um psicopata cruel na cidade de Oslo. O tensão se instala já que suas vitimas são anunciadas com a presença de um boneco de neve.

Amazon: R$22,90 Saraiva: R$23,90

Tony & Suzan – Mais de 20 anos após seu divórcio de Edwart, Suzan recebe manuscritos do primeiro romance de seu ex-marido. Ao embarcar na leitura ela enxerga na vida de Tony situações que a fazem reencontrar medos do passado.

Amazon: R$28,50

 

Distopias

Ninguém nasce herói – O autor nacional Eric Novello, cria uma distopia onde o governo brasileiro foi assumido por um fundamentalista religioso, e um grupo de amigos cria uma resistência contra as muitas censuras criadas por esse governante.

Amazon: R$28,95 Saraiva: R$29,90

O conto da Aia – A obra de Margaret Atwood ganhou ainda mais destaque ao ser adaptada como seriado. A história se passa em uma sociedade onde uma religião encontra meios de escravizar mulheres férteis para solucionar a infertilidade.

Amazon: R$22,20 Saraiva: R$26,90

Nós – Baseado nas experiências do autor com as Revoluções Russas, o livro trata de uma sociedade que é perfeita, porém somente na sua superfície, no seu interior se trata de um mundo opressor.

Amazon: R$32,90 Saraiva: R$32,90

Fahrenheit 451 – Em uma sociedade que perdeu os hábitos intelectuais e opta por prazer fácil, os bombeiros são encarregados de queimar os livros sobreviventes, porém um destes homens começa a duvidar de seu trabalho.

Amazon: R$15,90 Saraiva: R$19,90

 

Ficção Científica

Fúria Vermelha – O primeiro volume da trilogia Red Rising, nos introduz a um universo onde a humanidade conquistou o espaço e sofreu mutações, e a organização da sociedade é dividida em castas.

Amazon: R$31,43 Saraiva: R$33,70

A Longa Viagem a um Planeta pequeno e Hostil – Diferentes seres embarcam em uma viagem interestelar, e convivem com suas diferenças de culturais e biológicas, enquanto rumam para uma missão a um desconhecido planeta.

Amazon: R$27,00 Saraiva: R$29,90

As Brigadas Fantasma John Scalzi nos leva de volta para o universo apresentado em Guerra do Velho. Dessa vez, um grupo de ações especiais precisará lidar com as consequências da traição de um humano contra a humanidade.

Amazon: R$22,80 Saraiva: R$22,90

Matéria escura – Um thriller de ficção científica que envolve uma perseguição e diferentes dimensões.

Amazon: R$23,30 Saraiva: R$27,90

 

Mangás e HQs

Death Note – Light Yagami encontra o caderno da própria morte, um demônio de nome Ryuk, a partir daí, ele pode controlar quem vive e quem morre e o garoto tem grandes planos para esse caderno.

Amazon: R$43,50  – Coleção 1 à 6 R$109,90
Saraiva: R$43,50

Fragmentos do horror – O mangá consiste de uma coletânea de oito histórias curtas do autor JunJi Ito nas quais o autor explora diversas fontes do medo nas pessoas.

Amazon: R$27,60 Saraiva: R$29,90

A Diferença Invisível – Marguerite leva uma vida normal, possui um emprego e um relacionamento, porém sempre se sentiu diferente em situações que exigissem muito de sua interação. É quando ela descobre aos 27 anos que possui Síndrome de Asperger.

Amazon: R$23,90 Saraiva: R$23,90

The Wicked + The Divine – Nesta série de Kieron Gillen, um grupo de jovens descobrem ser a reencarnação de deuses antigos em um evento chamando “A Recorrência” isto garante fama a eles, dinheiro e poder, porém eles só tem mais dois anos de vida.

Amazon: R$41,40 Saraiva: R$41,90

 

Romances

O silêncio das montanhas – Este é o terceiro romance de Khaled Hosseini, e assim como nos anteriores ele faz um mergulho nos modos de vida afegãos, desta vez contando a história dos irmãos Pari e Abdullah, que são separados quando novos.

Amazon: R$20,97  Saraiva: R$21,90

Nossas noites – A obra que inspirou uma adaptação da netflix, relata a convivência de Addie e Louis, dois viúvos, vizinhos e idosos que se propõe fazer companhia um ao outro, e passam a redescobrir prazeres da vida.

Amazon: R$20,66 Saraiva: R$23,90

A glória e seu cortejo de horroresFernanda Torres capta o espírito de uma época, os anos 60 no Brasil, ao narrar a história do decadente ator Mário Cardoso, que tenta uma última empreitada no teatro.

Amazon: R$24,90 Saraiva: R$33,70

Toda Luz que não podemos ver – Com uma narrativa poética Anthony Doerr dá vida para personagens em diferentes lados da segunda guerra mundial. Saiba mais aqui.

Amazon: R$23,20 Saraiva: R$25,90

 

Edições de luxo

Harry Potter And The Philosopher’s Stone – Em comemoração aos 20 anos de Harry Potter, quatro edições temáticas com as diferentes casas de Hogwarts foram feitas.

Amazon: R$89,30 Saraiva: R$19,90

Androides sonham com ovelhas elétricas ? – Edição comemorativa de 50 anos da obra que inspirou o filme Blade Runner, conta com ilustrações especiais e capa dura.

Amazon: R$55,90 Saraiva: R$55,90

Trilogia Star Wars – De capa dura, edição e arte caprichadas como a Darkside faz muito bem, este volume reúne em um só a versão em livro dos três filmes da trilogia original de Star Wars.

Amazon: R$42,90 Saraiva: R$42,90

Lovecraft  – Ainda em pré venda e recém chegada, duas edições fantásticas de Lovecraft estão sendo lançadas pela Darkside Books.

Amazon: R$44,90 Saraiva: R$44,90

*Comprando por meio destes links você estará ajudando o Blog na produção de conteúdo.*

Esperamos ter ajudado de alguma forma! Sinta-se à vontade para compartilhar suas impressões e descobertas conosco.

Abraços! E até mais.

É verdade que não deveríamos nos preocupar tanto em criar distinções de raça ou gênero para agregar valor aos feitos de alguém. Mas é importante lembrar que esse tipo de pensamento é muito recente na nossa sociedade. E que muitas pessoas precisaram sim de um esforço maior para serem reconhecidas.

A inspiração para esse post não veio só do Feriado Nacional da Consciência Negra, mas também porque essas mulheres trazem, de certa forma, uma enorme bagagem cultural e histórica para seus livros. Discutindo assuntos atuais, ou que foram em uma época.

E mesmo não sendo escritoras brasileiras, acredito que suas vozes sejam capazes de se conectar com qualquer pessoal, independente da nacionalidade, seja por empatia, conhecimento ou identificação.

E é por isso que quero ler:

Nicola Yoon

Nicola Yoon já é conhecida por muitos pela obra “Tudo e todas as coisas“, que ganhou adaptação para o cinema neste ano. O sucesso da escritora se repetiu em “O Sol também é uma Estrela“, que chegou a ficar 38 semanas na lista de mais vendidos do New York Times. Ela viveu parte da sua infância na Jamaica e Brooklyn, e atualmente vive em Los Angeles com sua família.

No livro, Natasha de 17 anos, nasceu Jamaica mas quando pequena foi com sua família para os Estados Unidos, onde seu pai desejava tentar uma vida de ator, um plano não muito bem sucedido. Ela então cresce no país absorvendo toda a cultura e costumes locais. Certo dia seu pai é abordado e revela que sua família está em situação ilegal no país. Agora Natasha dispõe de apenas 12 horas para encontrar uma maneira de não ser deportada.

Do outro lado, Daniel, filho de coreanos, tem toda sua vida já programada por seus pais, os quais ele tentou agradar durante anos. No entender seu real sonho é ser escritor e não médico como lhe foi destinado.

Os dois se encontram na espera para audições de apelo contra a deportação. Porém Natasha que não acredita em amores à primeira vista, destinos ou coisas do tipo, não enxerga essa situação como convidativa para um romance. Daniel por sua vez, afirma sentir que os dois viverão uma história juntos.

Além do ponto de vista das duas personagens, o livro também conta com o ponto de vista do Universo. A autora acrescenta na história divergências culturais, reflexão sobre identidade e uma narrativa poética.

 

Angie Thomas

Angie Thomas nasceu, em Jackson, no Mississipi. Ela foi rapper em sua adolescência e mais tarde formou-se bacharel em Escrita Criativa pela Belhaven University.

Seu livro de estreia, O ódio que você semeia (The hate U give) foi também o primeiro a vencer o Walter Dean Meyers Grant, em 2015, na categoria We Need Diverse Books. E alcançou a lista de mais vendidos do New York Times na semana do seu lançamento.

Angie Thomas trouxe para o gênero Y.A, que é marcado geralmente por relações adolescentes e questões de amadurecimento, um assunto que ganhou visibilidade em todo o mundo, mas que não chegou a ser tratado com seriedade por muitos. Sua inspiração baseou-se na onde de assassinatos de pessoas negras, pelas mãos de policiais nos Estados Unidos.

No livro Starr é adolescente que vive em um bairro majoritariamente de afrodescendentes, e estuda em uma escola de elite, em sua maioria de alunos brancos. Enquanto volta para casa depois de uma festa com seu melhor amigo Khalil, os dois são abordados por um policial. E é quando tudo acontece, um simples movimento de seu amigo com as mãos o leva a morte, e Starr presencia toda a ação.

Tempo depois ela se vê diante da situação: Testemunhar e contar tudo o que viu, ou calar-se para não sofrer represálias.

Muitos afirmam que Angie Thomas consegue causar impactos com suas palavras, principalmente ao tratar da forma como os negros são ensinados a se comportarem sempre que abordados por autoridades. O livros também despertou o interesse da Fox, que passou a trabalhar em uma adaptação para os cinemas.

 

Chimamanda Ngozi Adichie

A escritora nigeriana, nascida em 1977, é vista atualmente como uma das maiores e mais fortes vozes femininas da literatura contemporânea. Apesar do sucesso mundial Chimamanda não faz questão alguma de apagar suas raízes, que ficam evidentes em suas obras.

Coloquei em destaque dois livros dela que já quero ler faz um bom tempo: Americanah, que nos apresenta Ifemelu, uma mulher que deixou a Nigéria em meio a uma ditadura militar, e foi para os Estados Unidos, onde consolidou seus estudos, mas tendo que enfrentar o preconceito por ser imigrante, mulher e negra. Quinze anos mais tarde ela fica famosa no país, mas sua ligação com seu lugar de origem a leva querer voltar para Nigéria, o que a põe de frente com um cenário oposto do qual ela se lembrava.

Hibisco Roxo traz uma discussão ousada. Kambili é uma adolescente nigeriana, filha de Eugene, um reconhecido dono de indústria, que por sua vez se virou contra qualquer manifestação de fé contrária a qual ele se converteu, a extremamente “branca” e católica. Sua intolerância torna-se tão forte que ele rompe contato com o próprio pai e irmã. A narrativa acompanha Kambili nessa situação de opressão dentro de casa, ao mesmo tempo que ela descobre um mundo contrário às rédeas que lhe foram impostas.

 

Octavia E. Butler

Atualmente é um dos meus livros mais desejados. E logo vocês entenderão o porque.

Chamada de a Grande Dama da Ficção cientifica, Octavia Estelle Butler foi uma escritora afro-americana consagrada por seus livros de ficção científica, que abordam o preconceito, racismo, e a desigualdade de gênero. Mas apesar de ter seu nome em destaque na literatura de ficção científica, Octavia foi publicada pela primeira vez no Brasil meses atrás, através da editora Morro Branco.

Seu título de consagração veio por meio de muito esforço. A escritora nasceu na Califórnia em 1947, foi por volta dos seus 12 anos que se encantou pelas histórias, e desde então criar tramas impactantes tornou-se seu objetivo de vida. Porém Octavia se encantou por um gênero literário que não só era dominado por homens, mas também por brancos.

A frase “Negros não podem ser escritores” dita por sua tia, que apesar de bem intencionada repetia o discurso de segregação, a impulsionou a provar o contrário. Foi então, em 1979 que Kindred seu primeiro livro foi publicado.

Kindred traz Dona como protagonista, uma jovem de 26 anos que acabara de se mudar com o marido para um apertamento. Quando então, em meio aos livros e as caixas, Dona sente-se mal e observa o mundo a sua volta despedaçar-se. Ela acorda em uma floresta próxima a um rio, onde depara-se com uma criança se afogando. Após arrastá-la para margem, Dona é intimidade com o cano de uma espingarda diante dos seus olhos. E em um piscar de olhos, ela está de volta em seu apartamento.

A experiência volta a se repetir vez a após outra, Dona volta no tempo para os EUA do início do século XIX – “um lugar perigoso para uma mulher negra” –, e quanto mais tempo passa por lá, mais apercebe-se de que sua própria existência depende de um fator ligado ao passado.

Esta edição de Kindred – Laços de Sangue conta com manuscritos de Octavia, bem como imagens e alguns fatos sobre sua vida.

Me conta se você souber de mais alguma escritora que eu deveria conhecer, ou se já leu ou se interesse por algum desses livros!

Abraços! Até mais.

Ah! Que saudade de vocês!

Muito tempo atrás, em meio a uma conversa com o Gusta, tivemos um estalo de ideias envolvendo formas de continuar falando sobre livros aqui no blog, mas não necessariamente através de resenhas. Um ano se passou, mas a vontade de levar esses assuntos adiante permaneceu viva em nossas mentes.

E aproveitando a data de aniversário do fim da segunda guerra mundial (1 de setembro de 1939 – 2 de setembro de 1945), resolvemos trazer um dos assuntos dos quais havíamos pré selecionado: Livros com protagonizados por crianças (ou jovens) na segunda Guerra Mundial.

*Apesar do tema, a maioria dos livros desta lista não são infanto juvenis*

1. O Menino do Pijama Listrado

Este sem dúvida seria um dos principais livros relacionados por muitos ao ver a temática desta lista. O menino do pijama listrado além de ser considerada a mais memorável obra de John Boyne, também inspirou a emocionante adaptação do diretor Mark Herman, em 2008.

O livro narrado em terceira pessoa nos leva a observar as mudanças que passam a ocorrer na vida de Bruno, com aproximadamente 9 anos, quando ele e sua família deixam Berlim para viver em uma região isolada, graças a uma promoção de cargo dada ao seu pai.

Neste novo lugar, Bruno não possui amigos, tão pouco há o que fazer por ali. Muitas coisas que lhe são apresentadas não fazem qualquer sentido, mas o grande mistério visto da janela do seu quarto é sem dúvida aquilo que mais lhe desperta seu senso de explorador. Através dela ele consegue ver uma enorme cerca e do outro lado várias pessoas em pijamas listrados.

A narrativa se prende ao desconhecimento e inocência do protagonista, o autor chega a trocar certos nomes e palavras, dando sentido ao que Bruno entendia da situação.

As passagens mais difíceis são sem dúvida quando o tão esperado encontro ocorre. Bruno acaba por se aproximar e instalar uma relação de dependência mútua com Shmuel, um garoto de sua idade, curiosamente uma semelhança assombrosa, que vive do outro lado da cerca e veste um pijama listrado.

Porém, Shmuel nos apresenta uma vida dolorosa posta de maneira sutil em suas conversas, das quais Bruno não faz ideia do significado ou chega a duvidar.

Ao mesmo tempo que a carga de inocência de Bruno é explicável ela também acaba por se tornar revoltante e perturbadora e certos momentos. Mesmo assim, é livro que traz muitas reflexões e merece ser lido.

2. Toda luz que não podemos ver

O premiado romance do autor Anthony Doerr (ganhador um prêmio pulitzer ficção) consegue construir uma fascinante narrativa que acompanha o decorrer de vidas que tiveram seus caminhos cruzados pela segunda guerra mundial.

Como foco central, conhecemos Marie-Laure, uma jovem parisiense que perde completamente sua visão em meio a infância. Seu pai, que a cria sozinho, é zelador no Museu de História Natural de Paris, e desempenha um admirável cuidado sobre ela. Como ser capaz de reproduzir todos os detalhes da cidade, cada prédio e bueiro em uma maquete de madeira, para que a filha aprenda a se guiar e ser independente.

Também em foco, acompanhamos Werner, um órfão que junto a sua irmã mais nova Jutta, vive em uma região de minério na Alemanha, para ser mais exato em um abrigo. Seu destino parece não poder seguir outro caminho a não o trabalho nas minas, mas a descoberta de seu talento com o conserto de rádios o proporciona um novo caminho.

Com o avanço dos anos, estes dois jovens se encontram em meio de fugas e perseguições, em lados opostos da história, criando vínculos fiéis e perdendo outros muito valiosos. É inevitável não sentir que ambos se tornam vítimas da guerra.

O livro também é repleto de frases marcantes e momentos de tirar o fôlego. A narrativa te prende pela emoção, e pela sensibilidade do autor. Como já disse tempos atrás acho que eu não saberia resumir a grandeza deste livro, mas você pode saber um pouco mais por aqui.

3. Pax

A fábula escrita pela autora Sara Pennypacker não deixa explicitamente dito que a história se passa durante o período da segunda guerra mundial, mas faz citação a uma guerra anterior dando a entender que a atual, vivida no livro, esteja ocorrendo depois de anos em função da primeira.

O livro tem como principal motivação o vínculo entre Peter, um garoto de 11 anos, e sua raposa de estimação Pax. Logo de início somos apresentados ao grande conflito, quando Peter é obrigado por seu pai a abandonar Pax em uma mata, próxima a uma estrada. Desse ponto a narrativa se desdobra entre a jornada particular de Pax, as descobertas de seus sentidos, instintos e autorreconhecimento. E Peter, que se põe determinado a voltar atrás e recuperar seu melhor amigo.

Apesar da temática infanto juvenil, o livro nos conta a história de uma forma mais lenta, e por muitas vezes com um olhar mais sério. Isso porque ambas personagens acabam se relacionando com a guerra de alguma forma no meio do caminho, o que abre espaço para críticas e reflexões sobre as atitudes humanas.

Os animais com os quais Pax passa a se relacionar possuem inúmeros motivos para não confiar nos humanos, ainda mais quando estes se encontram “doentes de guerra”. O que leva o animal a defender e ao mesmo tempo questionar a lealdade de seu menino.

Peter por sua vez acaba convivendo com uma personagem com cicatrizes físicas e emocionais, deixadas pelo seu tempo de combate. A relação dos dois revela ainda mais angústias presas, que com o tempo ganham suas superações.

Pax é uma história sobre amadurecimento, descobertas, força de vontade e acima de tudo sobre amizades.

4. A menina que roubava livros

Em tempos escuros, onde há morte por todos os lados, o autor Markus Suzak escolhe para nos contar a história da jovem Liesel uma narradora mais do que apropriada, a própria morte. A íntima ligação da morte, aqui transformada em uma simpática senhora, com os tempos de guerra não vem ao acaso.

Assim como muitos outros livros nesta nossa pequena lista, “A menina que roubava livros” lida com a infância destruída e a busca pela inocência, a protagonista Liesel perdeu tudo para a guerra e tem de se refugiar em uma cidade do interior com uma família de desconhecidos, em uma rua de nome Himmel (paraíso).

Lidar com a dureza de Rosa Hubermann, sua nova tutora que exige ser chamada de mãe, parece de início mais um problema na somatória de desventuras da sua vida. No entanto é com Hans Huberman, o patriarca, que ela adquire maior intimidade.

Liesel não sabe ler, tão pouco escrever o próprio nome, e é com a ajuda de seu novo pai que ela passa a aprender o poder das palavras, munida de um objeto ligado a um momento obscuro de sua vida, seu primeiro livro roubado.

Nesta constante espera por uma resolução a menina vê se transformada pela amizade com o jovem Rudy Steiner, um corredor e ousado garoto alguns meses mais novo que ela. Enquanto isso ela encontra refúgio num hábito descoberto somente nestes tempos sombrios, a leitura, ainda mais de livros roubados.

A trama ganha peso quando sua família se vê contrária aos movimentos praticados por toda parte, acolhendo Max, um hóspede que poderia pôr tudo a perder, mas que para Liesel é um caminho a mais para o conhecimento da vida.

Aos poucos descobrimos porque a Morte se encantou pela figura da jovem garota.

Livros para Ler

 

1.Resistência

A obra de estreia da norte americana Affinity Konar fala da relação da gêmeas (ficcionais) Stasha e Pearl com o médico (real) Josef Mengele. Mengele trabalhou ao lado de Adolf Hitler, como uma espécie de responsável pelo campo de concentração de Auschwitz, onde performou todo tipo de experimento sórdido nos prisioneiros judeus capturados pelo regime nazista.

Neste romance, a autora, inspirada por diversos casos reais, cria as gêmeas polonesas Stasha e Pearl, cada uma narrando um capítulo do romance. As duas integram a experiência de Mengele que ficou conhecida como “O Zoológico” na qual crianças judias gêmeas eram arrebanhadas em Auschwitz e sofriam diversos testes extremamente cruéis e antiéticos (diga-se de passagem, muitas das convenções étnicas surgiram para impedir a reprodução de cientistas como Mengele).

Logo no início do romance, as duas gêmeas retratam sua chegada ao campo de concentração e a sua primeira interação com a figura de Mengele. Nesta narração inicial de Stasha vemos uma espécie de amostra do que podemos esperar do restante romance. Através das gemêas, Konar tece uma narrativa envolvente, escrita de forma simples e direta para mostrar um mundo que não se pode dar ao luxo de possuir floreios.

A autora vai direto ao seu ponto tratando da conexão íntima das gêmeas, da forma como elas encontram para se manterem unidas, mesmo tendo sido separadas, da forma da ciência moderna e acima de tudo, onde encontrar bons sentimentos em um mundo cruel, ou seja, como resistir.

2.O Diário de Anne Frank

O mais conhecido relato da visão de uma criança sobre o pavor instaurado pelo regime nazista e a perseguição contra vários grupos, principalmente contra judeus. O livro de não ficção trata-se da tradução dos textos que Anne Frank escreveu em seu diário, acontecimentos reais e sentimentos verdadeiros de alguém que viveu e amadureceu neste cenário.

Em seu diário Anne registrou o cotidiano de sua família, que junto a outra, refugiaram-se em um porão no gabinete em que seu pai trabalhava, ao tomar conhecimento do que sofreriam se fossem capturados.

Anne escrevia com o real intuito de que suas documentações chegassem ao conhecimento público, por esta razão sua narrativa é detalhada e honesta sobre seus sentimentos, em relação com a própria família muitas vezes.

Seu esconderijo acabou por ser descoberto no dia 4 de agosto de 1944, e com isso seu diário acabou nas mãos de seu pai. Em fevereiro de 1945, Anne morreu em um campo de concentração, em Bergen-Belsen.

Seu pai lutou para que conseguisse cumprir o sonho da filha, e assim publicar o seu diário em 1947. Inicialmente com algumas censuras por conta da época, mas hoje, já é possível encontrar edições bem mais completas, que incluem estes textos retirados.

Estas foram nossas indicação e livros dos quais temos interesses em ler. Mas queremos saber se vocês conhecem mais livros dentro deste assunto, e se já leram algum destes, contem para nós o que acharam!

A gente fica por aqui, e até a próxima!

:)