Decoração

Torna-se quase impossível falar sobre o inverno sem fazer referencias as formas encontradas para nos aquecer durante esse período. Dentro de casa as opções vão desde roupas grossas e cobertas, até comidas quentes ou aquecedores.

Uma forma de aquecimento domestico bem conhecida e utilizada já a quase mil anos é a lareira, que com o tempo ganhou novas versões, mais seguras, mais ecológicas, mais adaptáveis e visivelmente marcantes.

Lareiras Sustentáveis

As lareiras tradicionais costumam ter chaminés, um jeito encontrado para que o ar junto com a poluição da lenha circule para fora, em vez de impregnar toda a casa. Com um tempo isso mudou com a interferência de opções menos poluentes, abrindo caminho no mercado para modelos sustentados por gás ou álcool.

Estes tipo de lareiras não emitem fumaça, por conta disso o uso de chaminés é totalmente dispensável. Outra vantagem esta em sua eficiência de aquecimento, que se propaga facilmente.

Caso você tenha interesse em adquirir algo do tipo, certifique-se de conhecer bem o equipamento, já que ele necessita do combustível correto e também de espaço para o consumo do oxigênio.

Design

A convencional lareira de tijolos não combinaria tanto com alguns dos ambientes contemporâneos que vemos por aí. Por conta disso com o tempo foram surgindo modelos – tanto a lenha como ecológicos – mais Cleans, Industriais e até mesmo panorâmicos, conseguindo atender dois ambientes  de uma única vez, ou até mesmo servindo como divisão para tais.

O uso desses aquecedores não se limitam ao interior da casa, existe uma variedade de modelos específicos para varandas ou áreas de convívio externo. Alguns modelos chegam a lembrar fogueiras, mas ainda assim são chamadas de lareiras.

São charmosas e convidativas, perfeitas para quem busca aproveitar o frio relaxando ao ar livre.

Porém se você busca praticidade e não quer algo que tome muito espaço, lareiras portáteis podem lhe servir bem. Já que a variedade de modelos também é muito grande, com peças que cabem facilmente em cima de uma mesa, ou em um canto vazio.

Por conta da funcionalidade costumam ser sempre sustentáveis, e de fácil higienização.

Mas caso você não queira lidar diretamente com algo que envolva fogo, é possível encontrar aquecedores elétricos com painéis de reprodução de fogo, sem perder aquele toque especial.

Espero que tenha curtido o post e que consiga pegar alguma inspiração 😀 .

Abraços, e até mais!

Não há nada mais gostoso que andar descalço sobre um tapete macio, ou então sentar-se sobre ele e assistir um bom filme. E é por conta disso que esse item esta na minha lista de decoração de inverno, que eu comecei semana passada.

Você certamente encontrará uma grande variedade em estilos e materiais, dos mais tradicionais até os mais contemporâneos, e acredite: um tapete pode causar uma grande diferença na composição de um ambiente.

No entanto, o interessante é que o objeto se harmonize com o restante dos móveis. Por isso o aconselhável é que o tapete seja a última peça a ser comprada. A não ser que você queira que ele seja o foco da decoração, então irá precisar analisar suas cores primeiro.

A forma correta de inserir um tapete ao ambiente é  buscar sempre deixando-lo abaixo de algum móvel.

Se você espera manter um visual aconchegante e calmo, peças mais claras, neutras ou com tons pasteis irão se adaptar facilmente. O mesmo vale para salas com sofás coloridos ou estampados.

Mas se seu objetivo é dar destaque e mais ânimo para o local, tapetes com cores mais fortes, padrões de imagem, ou elementos que criam ligações com outras cores presentes no cômodo pode ser certeiros.

Comprimento

A escolha do comprimento deve ser baseada de acordo com o tamanho do local, e a área que se espera cobrir. Muitos designers de Interiores aconselham que peças mais curtas sejam sobrepostas por 2 ou até 10 centímetros do móvel de composição, como poltronas e sofás. Você também pode permitir que parte do piso fique amostra como forma de moldura.

Tapetes pequenos também podem funcionar bem quando centralizados ou inseridos abaixo de mesas centrais ou puffs. E também possibilitam sobreposições de tapetes, para isso é importante que ambos partilhem as mesmas cores ou características.

O post vai ficando por aqui, mas logo estarei de volta com mais ideias que podem ajudar você com a decoração.

Abraços! E até mais!

Hoje, dia 21 de Junho, damos as boas vindas ao inverno. E na minha opinião nada combina mais com o inverno do que um ambiente com uma pegada mais rústica. Por isso hoje resolvi falar sobre a decoração industrial e seus ambientes acolhedores.

Apesar de ter sido abraçada como tendência por muitos arquitetos nos últimos anos, a decoração Industrial não é nenhuma novidade por aí.

Acredita-se que sua origem tenha partido de Nova York, por volta da década de 70 com a adaptação de galpões e prédios antigos em apartamentos.

Este estilo é considerado por muitos como mais bruto, por conta disso quase sempre é associado a decoração masculina. Porém não é algo exclusivo, ou que agrade apenas os homens.

A decoração Industrial é caracterizada pelo uso do Concreto e da Alvenaria aparentes, a escolha de madeira de demolição na composição,  e principalmente a Tubulação amostra, dando preferência aos canos de ferro e peças de cobre. É um estilo que lhe permite mesclar peças rústicas com o designer moderno.

Os Lofts costumam ser os seus habitat naturais, mas nada impede esses elementos de serem incorporados em diferentes espaços por meio de moveis ou até mesmo das instalações.

Inspire-se

Bom, por enquanto é só, mas fique atento pois em breve mais dicas estarão rolando por aqui 🙂 . E se quiser pode dar uma olhada nos meus achados de decoração lá no pinterest.

Aquele Abraço! 

Hey! Vamos conversar sobre organização?

Sem duvida as cozinhas possuem um papel importante em todas as casas, não só pelo fato de ser o local de preparo para alimentos, mas também porque está quase sempre ligada com união casa.

Um local assim obviamente não poderia ser menosprezado em sua construção. E como eu já disse inúmeras vezes decoração não serve apenas para enfeitar, mas sim se expressar e ditar climas. No entanto hoje não irei falar exatamente das escolhas de cores ou moveis, e sim de 3 estilos que podem ser adotados por você de acordo com o as medidas do seu lar.

Ideal para apertamentos ou para preencher espaços em formato de corredor. Sua composição parte da ocupação de uma única parede, ou de duas paralelas. Porém é preciso tomar um certo cuidado com  a escolha do tamanho dos armários e eletros domésticos. O ideal é que você consiga circular livremente pelo ambiente, e que abertura de uma gaveta não interfira em outra.

Esse formato pode ser facilmente adaptado para espaços grandes ou pequenos. E é ideal para quem deseja ter um melhor armazenamento de utensílios. Além de Funcional, pode ser facilmente adaptada com uma ilha.

Costuma ser usada em espaços integrados e ambientes com um conceito aberto. Este formato também pode ser adaptado à diferentes espaços.

Que tal Ilhas?

As ilhas servem como ótimas extensões além de trazerem maior funcionalidade ao cômodo. Existem diferente tipos e estilos, das fixas às móveis, das que comportam um espaço para refeição ou então o preparo para alimentos.

Além disso as ilhas são perfeitas quando se deseja tirar o vazio de um espaço, ou criar uma divisão entre dois ambientes integrados.

Se você esta reformando sua cozinha, ou em busca de inspiração para montar uma, não deixe de dar uma olhada na minha pasta no Pinterest dedicada ao assunto. Lá você encontrá essas e outras imagens.

Abraços e até mais!

Arquitetura: Luz Natural

A função das Janelas em uma casa vai além de trazer ar e claridade para um ambiente. Elas também podem ser usadas ao seu favor, já que funcionam como um portal entre o mundo exterior e o interior de um comodo.

As luzes de uma metrópole, as montanhas próximas a um campo, o céu que parece se fundir com o mar, ou até mesmo a vista de um simples jardim, trazer um pouco do que está do lado de fora para dentro pode lhe ajudar a ditar o ritmo e o clima que irá compor o ambiente.

Investimento e Vantagens

Por mais que uma janela maior custe bem mais do que uma convencional, os benefícios irão se refletir não apenas esteticamente mas também financeiramente no futuro. Já  que uma janela mais ampla lhe permitirá capitar mais luz ao longo do dia, além de ajudar a manter o local mais fresco.

Privacidade

É claro que ao instalar uma peça de maior proporção é preciso pensar em tudo a sua volta, inclusive no que poderá ser visto por quem está do lado de fora.

Uma solução cabível seria a colocação de vidros espelhados. Alguns refletem mais que outros, por isso a escolha de um mais suavizado pode lhe ajudar com essa questão sem se preocupar com a aparência da faxada.

Cortinas, especialmente as mais leves e claras, também podem se tornar grandes aliadas.

Outras formas de Aproveitar luz natural

Portas de vidro são muito usadas em saídas para jardins, ou varandas. Já as claraboias, que são aberturas fixadas ao teto, costumam ser usadas quando não há possibilidade de implantar janelas nas paredes, ou quando o pé direito é bem mais elevado.

O aproveitamento da luz natural vem sendo tendencia na arquitetura nos últimos anos. E por conta disso muitas formas de se alcançar isso foram inventadas. Como as paredes de vidro.

Por serem “paredes” elas não possuem qualquer tipo de abertura. E tomam conta de um espaço que vai do chão ao teto.

Se inspire. E até mais.