Fotografia

Já estava com saudade de poder compartilhar com vocês alguém tema ou projeto fotográfico, quando então me deparei com este fantástico trabalho, nada novo, mas que merece ser apresentado.

Mihaela Noroc é uma fotografa romena que tem dedicado os últimos 3 anos de sua vida a um belo projeto intitulado de Atlas Of Beauty. Durante esses anos Mihaela registrou aspectos das cultura e a vivência de diferentes lugares, só em 2014 ela já havia visitado mais de 30 países pela Europa, Ásia, Oceania, do Sul, Central e Norte América.

“Meu pai é um pintor, assim desde a minha infância eu estava cercada por cores. Quando eu tinha 16 eu descobri a fotografia, mas, infelizmente, nos próximos anos eu não poderia viver disso, então tive que trabalhar em outros campos, onde eu poderia ganhar uma renda decente.Viajar durante as férias como uma mochileira em diferentes partes do mundo me fez descobrir a diversidade do nosso planeta. Então, quando eu tinha 27 anos eu decidi parar minha vida ordinária em Bucareste e colocar todos os meus esforços e economias em viagens e fotografia.” – Fonte

Michaela encontrou uma forma nobre de transmitir seu encantamento pela diversidade dos países, ao fazer isso escolhendo a mulher como figura de referencia.

Seu trabalho se popularizou rapidamente, ganhando inclusiva uma exposição. E em junho de 2015, ela iniciou sua segunda jornada em busca novas imagens e historias para compartilhar.

Algumas das suas Fotografias

Havana, Cuba.

Colômbia.

Peru.

Amazônia, Brasil.

Rio de Janeiro.

Chile.

Continue lendo

Hey! Tudo bem?

Caso você tenha andado por aqui no começo do ano saberá exatamente do que estou falando, mas eu irei explicar tudo de todo jeito.

Tecnicamente eu deveria ter iniciado em janeiro o processo para concluir 3 diferentes desafios, que infelizmente acabaram ficando de lado graças a alguns problemas técnicos (Computador pifou).

Para não deixar toda a ideia de lado resolvi retomar pelo menos um dos desafios – o fotográfico -, criando uma forma de desenvolver assuntos em cima disso. No entanto logo percebi que não seria tão simples.

Andei refletindo e cheguei a conclusão de que cumprir cada item exigiria um grande planejamento. Além do mais, eu me sentiria mais contentado se as fotos fossem tiradas espontaneamente, e associadas com as categorias por coincidência ou interpretação.

Isso quer dizer que irei deixar o desafio de lado? Não, apenas irei criar algumas “regras”. Mas antes disso, confira o que permaneceu e o que mudou no desafio.

O novo documento para download e impressão já esta disponível.

Regras

  • A lista não precisará ser seguida na ordem exata em que foi colocada.
  • O objetivo passará a ser colecionar as 52 fotos no tempo de 52 semanas (1 ano), ou seja não existirá a obrigação de postar uma foto por semana, tão pouco a apenas uma.
  • Será permitido apenas uma foto por item, caso uma imagem atenda mais que um quesito ela deverá ser atribuída a apenas um.

Porque eu estou compartilhando tudo isso com você? Bom, não é só porque você também faz parte da nossa equipe, mas também porque quero contar com a sua ajuda para esse desafio.

Eu estarei criando um grupo em por meio de alguma comunidade de fotógrafos, para que você também possa participar enviando suas imagens. O grupo também receberá regras, e não será restrito a qualquer tipo de equipamento. E dependendo do quanto crescer, eu estarei dando destaque paras as imagens que mais chamaram a atenção postando-as aqui no blog, claro sempre respeitando os direitos autorais.

Por enquanto é isso. Fique atento as novidades!

Abraços!

Algumas semana passada dei o pontapé inicial que faltava para voltar a falar sobre fotografia aqui no blog. E Hoje vou dar continuidade ao assunto, até mesmo porque Julho já está aí trazendo o desafio fotográfico de volta.

Antes de tudo peço desculpa caso algum ponto fique confuso, eu estou tentando transmitir tudo da melhor maneira possível.

Hoje irei tentar lhe ajudar a sair do modo automático da sua câmera e passar a explorar o lado mais técnico, através de mecanismos como o Diafragma e Obturador.

Diafragma

O Diafragma é responsável pela quantidade de luz que entra pelas lentes da sua câmera, chegando até o sensor. Isso se da através do ajuste de abertura, sendo que: Quanto maior o diâmetro maior também a quantidade de luz captada.

Além disso o diafragma também é responsável pela profundidade de uma imagem e o desfocamento do plano de fundo. Sendo que: Quanto menor a abertura, mais desfocada a foto estará.

As medidas de abertura são dadas por F acompanhadas de um valor numérico. Você precisa se lembrar que quanto menor for o numero, maior será a abertura, e vice e versa.

De inicio isso pode confundir um pouco, algo que me ajudou no inicio foi lembrar de f5.6 sempre como uma abertura mediana, partir daí os valores mais altos deixaram a foto mais escura, e os mais baixos mais clara.

Infelizmente modelos de câmeras mais simples muitas vezes não oferecem total liberdade para o ajuste de diafragma, ou não resultam em grandes diferenças por conta do tamanho da lente.

Obturador

O obturador é o mecanismo responsável por determinar por quanto tempo a câmera irá registrar determinada imagem, o chamado tempo de exposição.

Os valores para  o ajuste do obturador são apresentados em uma escala de frações de segundos, e podem chegar a minutos ou horas (longa exposição), claro dependendo do modelo usado por você.

Com o ajuste adequado da velocidade você consegue ter um maior controle sobre a precisão da captura, sem risco de perder os momentos certos. E é através desse mesmo mecanismo que você conseguirá criar efeitos especiais de exposição.

O grande segredo está em aprender a encontrar um equilíbrio entre tais elementos, para alcançar o resultado esperado. Para isso nada melhor que treinar, e buscar desenvolver um olhar fotográfico.

Explore todas as combinações, conheça sua câmera e tudo o que ela lhe oferece. Se você tiver criatividade e força de vontade não irá existir limitações.

Abraços! E até mais.

Hey!

Logo quando comecei a me interessar por fotografia passei a fazer varias pesquisas e tentar praticar tudo o que estava ao meu alcance, eu já contei um pouco sobre isso aqui. Essa minha curiosidade também rendeu alguns posts aspirantes.

Se você sonha em levar a fotografia a sério, ou então aprofundar-se por hobby, existem conceitos básicos que são sempre bons manter em mente.

Por isso hoje vou falar sobre coisas que não são nenhum segredo, mas fazem uma enorme diferencia quando são postas em praticas.

Luz

Pode parecer algo bobo para se explicar, mas a iluminação e a fotografia andam de mãos dadas. A luz pode ter grande influencia no foco, na qualidade, e no resultado final.

Melhores horários para fotografar:

As melhores horas são sempre aquelas em que o sol não se encontra tão alto ou sobre a sua cabeça. Ou seja, de manhã do nascer sol até as 10 horas da manhã (no máximo), e de tarde, das 16 horas até o por do sol.

Apostar em iluminação natural é sempre muito bom, mas quando falamos em retratos ao ar livre o sol próximo do meio dia pode proporcionar sombras indesejadas abaixo dos olhos e do queixo, trazendo um aspecto ruim para a imagem.

O mesmo vale para iluminação artificial. Procure não se posicionar muito abaixo de uma iluminaria.

Como segurar uma câmera?

Ninguém irá te repreender por posicionar uma câmera de forma errada (pelo menos eu acho que não). No geral não há nenhuma regra, mas existe um jeito que te garantirá melhor estabilidade na hora de fotografar.

Dicas que valem para câmeras semi-profissionais em diante:

  • Com os cotovelos juntos, apoiados sobre o tórax.
  • Mantendo sua mão esquerda abaixo da lente.
  • Se sua câmera possuí viewfinder o jeito certo de usá-lo é segurando a câmera bem próxima ao seu rosto, mirando o visor com o olho de preferência (costuma-se usar o lado direito).
  • Pernas levemente abertas também lhe darão estabilidade.

Enquadramento – Regra dos Terços

O enquadramento é forma de organizar os elementos da imagem de acordo com o espaço que a câmera lhe fornece. Para isso você pode utilizar a “grade” (ou grelha em alguns modelos) que é composta por 9 espaços que dividem a imagem.

Ao organizar e dividir a imagem em blocos você ganha espaço para a composição e apresentação do cenário ou ocasião, conduzindo o olhar de quem de quem visualiza a imagem á explorar o que lhe é apresentado.

Ponto de Ouro

O Objetivo é que o assunto que você deseja destacar fique posicionado onde essas linhas se cruzam, pois são onde nosso olhar faz uma busca por maiores detalhes e referencias. Em retratos o lado esquerdo superior é considerado o de maior destaque (Segundo algumas pesquisas.)

Espero que vocês tenham gostado das dicas. Até logo mais!
Abraços

Challenges Criativos para 2016.

Primeiros Post de 2016!

Alguns Dia atras eu cheguei a comentar por aqui que pretendia encarar alguns desafios para 2016. Porém, desafios literários, cinematográficos, fotográficos, culturais, etc.

E na busca por quais eu iria me aventurar encontrei diversos interessantes. Mas me concentrei desafios que pudessem durar o ano todo. Assim vou poder compartilhar aqui com vocês.

Eu preciso agradecer ao meu amigo Gusta Sivi, por me ajudar a pesquisar e adaptar o conteúdo para o português. Juntos selecionamos quais itens seriam mais interessantes de manter nos desafios, e quais poderiam ser acrescentados. O tamanho das listas, principalmente da Literária e Cinematográfica chegou a nos intimidar um pouco. Mas parando para pensar temos um ano inteiro para finalizá-las.

Sem mais delongas…

Challenge Fotográfico

 

Este projeto foi baseado no “52 Week photo Challenge” executado pelo blog Simply Olivia. Eu acabei por substituir algumas coisas, pensando em como poderia usar este desafio para aprender e para compartilhar algumas técnicas de fotografia. Além disso não determinei uma ordem à ser seguida. Dessa forma você pode simplesmente circular, ou riscar quais fotos já tirou ao longo do tempo.

Download

Challenge Literário

 

Este desafio é uma tradução de “2016’s Ultimate Reading Challenge“, do blog PopSugar. E Contém 38 itens (Tipo de livros). Eu me apaixonei por esta proposta desdo momento em que o Gusta me apresentou. Eu não tenho certeza se conseguirei concluir-lo, mas estou bem animado. Assim como o desafio fotográfico, não atribuí nenhum tipo de ordem. Por isso a segunda pagina é dedicada as anotações.

Download 

 

Challenge Cinematográfico

 

Basicamente se resume em assistir 1 filme por semana. No entanto, os tipos de filmes são um tanto especifico. Um ótimo jeito de expandir conhecimento sobre a 7ª Arte, e ao mesmo tempo passar curtir um entretenimento. Os itens para esta lista foram retirados de diferentes “Movies Challenges“.

Download

Quero convidar você a participar desse projeto comigo. Eu vou amar saber o que você anda lendo, assistindo e fotografando. Nossas redes sociais estão disponíveis pra isso. Podemos trocar experiencias durante o ano. 🙂 Em breve trarei mais detalhes. Até mais 😉