Livros

Resumo Bienal Internacional do Livro

Eu não poderia ficar sem lhes contar como foi um pouco da minha experiência na Bienal Internacional do Livro de São Paulo depois de passar meses ansiando por isso. Como um resumo geral eu já posso adiantar que a minha primeira Bienal foi Fantástica.

Chegamos a preparar uma matéria em vídeo, mas infelizmente estamos tendo alguns probleminhas com a finalização. Isso também fez com que não tirássemos muitas fotos. Porém o vídeo será postado, nem que precisemos esperar até dezembro (por favor, não) para isso.

O primeiro sentimento após atravessar a catraca passa ser um misto entre curiosidade e deslumbramento. Me transformei em uma criança com a necessidade de entrar no maior numero de estandes possíveis.

Apesar de cheio, o evento não estava tão lotado no primeiro fim de semana. Era possível andar com tranquilidade pelos corredores, que dito por muitos, estavam mais largos neste ano. No entanto a superlotação se concentrava dentro dos estandes de muitas distribuidoras e editoras favoritas pelos visitantes, que infelizmente não traziam um espaço tão adequado.

Por volta das 13:30 nos dirigimos até Arena Cultural, pois próximo dali ocorria o encontro de Booktubers para inscritos. Essa quebra de barreira entre o gerador de conteúdo e seu publico foi maravilhosa. Observar de perto as pessoas que compartilham suas opiniões e que de certa forma influenciam outras é demais. Todos estavam felizes, abrindo espaço para interação com um sorriso no rosto.

Além disso outros blogueiros literários aproveitavam o espaço para divulgar um pouquinho de seus trabalhos. O encontro mal tinha começado e já segurávamos um leque de marcadores bem produzidos.

Foto: E.Mateus

As 16:00 já estávamos aguardando a palestra/entrevista com a autora Jennifer Niven na Arena Cultural. Jennifer contou um pouco mais sobre sua inspiração para escrever por lugares incríveis, que partiu de seu amor por um rapaz em sua adolescência, que era diagnosticado com Bipolaridade.

Os acontecimentos com este jovem marcaram muito sua vida, e o assunto vagava de uma forma difícil em sua mente. Jennifer só tomou coragem para tocar em um tema tão delicado após se lembrar de uma de suas últimas conversas com seu agente e amigo que veio a falecer. Ele a pediu que escrevesse sobre algo que ela não teria muita coragem em falar sobre, e isso a motivou a criar seu primeiro YA.

Após o bate papo e de responder algumas perguntas de seus leitores, iniciou-se a sessão de autógrafos. Eu ensaiei por semanas tudo o que queria dizer à ela, mas no fim tudo o que saiu foi um “I love this Book“, ela sorriu e disse que isso era muito importante para ela, e após tirarmos a fotografia ela me disse: “Your name is so cool

Foto: E.Mateus

Ao sair da arena de Autógrafos me deparei com o Eduardo Cilto de pé conversando com algumas garotas, a essas horas toda vergonha já havia indo embora então decidi ir até ele.

Para encerrar o dia, fomos até a Bienight, que também rolou na arena cultural. E foi comandada pelos garotos do Índice X, Chris e Alisson e o cômico Virtor do Geek Freak. Além do bate-papo com outros booktubers, explorando a rotina e empenho de cada um, o encontro também proporcionou sorteios, e foi assim que ganhei “Como procurar um Cachorro Perdido”, que inclusive já estou acabando e mando, e provavelmente irei falar mais sobre ele aqui.

Não pudemos ficar até o fim do evento, pois ainda tínhamos um longo caminho de volta para casa. Mas já estávamos empolgados para a próxima semana.

Continua…

A Bienal do Livro de São Paulo começa amanhã! Mas ainda dá tempo de se programar, e recolher algumas dicas de como aproveitar o evento da melhor forma possível. E para isso você pode contar com a minha ajuda.

Esta será minha primeira bienal do Livro, e por conta disso eu quero que ela seja a melhor possível, evitando todas aquelas situações chatas que só quem é novato entende.

Pesquisei por diversos lugares da internet dicas que pudessem me ajudar com isso. Agora vou compartilhar com vocês aquelas que eu acredito ser as mais úteis, muitas das quais também vou por em pratica.

 

Manual de Sobrevivência

Visitantes

Se você está se programando para passear por lá é bom que saiba de uma coisa: Praticamente todos os veteranos de bienal relatam que os fins de semana costumam ser os dias mais cheios. Por conta disso, escolher ir no meio da semana pode lhe render um maior aproveitamento.

Mas tenho uma dica extra: Consulte a agenda do evento antes de escolher o seu dia para visita. Muitos influenciadores foram postos para falar durante a semana, e costumam carregar uma enorme legião de fãs com eles.

Consumidores

Se você está pensando que será fácil voltar para casa e completar uma estante com livros, é melhor saber que: Muitos visitantes relatam que os descontos por lá nem sempre são vantajosos nos primeiros dias. Mas a partir do fim da segunda semana muitas editoras começam a fazer queimas de estoque.

Outra dica valida é buscar ofertas em estandes de distribuidoras e livrarias, pois suas tabelas de preço costumam ser distintas, além de contar com uma boa variedade de selos.

Reserve uma bolsa, ou uma pequena mala com rodinhas para não sofrer com o peso dos livros.

Exploradores

Se você é do tipo que não para e passa o evento de baixo para cima procurando atrações, tenho um concelho: Nada melhor do que se programar, anote em um bloquinho ou em seu celular aquilo que você gostaria de ver ou fazer.

Para ficar ainda mais fácil, a bienal desenvolveu um aplicativo que contém toda a agenda, além do mapa com a localização de todos os pontos. Você pode baixar gratuitamente.

Leitor que é fã

Tudo o que o fã quer é distribuir o seu amor para quem o inspira, mas calma, terá muita gente lá disposta a fazer o mesmo. Dica: Apesar das senhas deste ano terem sido distribuídas online, elas não apresentam sequência exata para ser seguida – Ou seja, você será atendido conforme a sua posição na fila.

Caso você não tenha conseguido senha para autógrafos, calma, as palestras dadas pelos autores são abertas ao público. Você ainda poderá ficar pertinho de quem você admira, basta chegar um pouco mais cedo ao local :D.

Dicas que valem para Todos

Ingressos Antecipados

Compre os ingressos antecipadamente. Isso irá lhe privar de encarar a extensa fila da bilheteria, fazendo com que você entre um pouco mais rápido que as demais pessoas. Os valores dos ingressos variam com o dia da semana. São obviamente validos para apenas um dia, mas não são vendidos por datas e sim por períodos.

Você pode realizar a compra antecipada pelo site.
Ou então consultando um dos postos de venda.

Dinheiro e não Cartão

Andar com cartão de credito é muito mais cômodo, mas nesse caso nem todas as empresas aceitam o uso do cartão, além de que as maquinas podem acabar perdendo o sinal devido à sobrecarga por uso.

Alimentação

O pavilhão conta com praça de alimentação, porém as refeições reforçadas costumam ser um pouco mais caras. Se você não está disposto a gastar tanto e não pretende passar um longo período dentro do evento, pode levar algo para comer.

LEVE UMA GARRAFA COM ÁGUA. Assim poderá se manter hidratado durante o dia, e encarar as filas dos bebedouros apenas para reabastecer.

Transporte

Se você depende do transporte público para chegar até o Parque Anhembi, é bom saber que a organização disponibilizou transporte gratuito, que ligará o evento até a estação Tietê (Metrô linha Norte-Sul). Que também está disponível para o Terminal Rodoviário e estação da Barra Funda (Linha Leste-Oeste) nos finais de semana.

Estes ônibus funcionam a partir de uma hora antes da abertura, até uma hora depois do fechamento.

Mais informações sobre transporte, estacionamento e localização.

Abraços. Até mais!

Para quem não esta familiarizado, a bienal do livro é grande evento literário que consegue reunir editoras nacionais e internacionais, diferentes selos juntos, com livrarias, autores e outras empresas. E é claro dando espaço para quem movimenta tudo isso – O leitor.

Inspirada nos 5 sentidos, esta edição promete conduzir os visitantes por histórias para ver, ouvir, sentir e experimentar. Além de contar com uma programação bem diversificada, capaz de agradar a todos os tipos de publico.

Nós já estamos a um tempo programando nossa ida para a Bienal do Livro de São Paulo deste ano, que irá ocorrer do dia 26 de agosto até 4 de setembro, no Pavilhão do Anhembi.

O evento contará com diversos autores prestigiados da literatura atual, além de novos escritores, dispostos a conversar e apresentar os seus trabalhos. Muitas editoras  cedem os espaços de seus estandes para que esses encontros aconteçam. Outros, são Apresentados na Arena Cultural.

Destaques da Arena Cultural BNDES

No intuito de preservar a segurança dos leitores, este ano as senhas para autógrafos foram distribuídas online, tendo cada data divulgado no Site e no Facebook (Consequentemente já esgotadas). Porém para assistir as palestras na Arena Cultural não é necessário senha, basta chegar e se acomodar.

Assim como nos últimos anos a Bienal tem cedido espaço para os influenciadores da mídia digital, tais como youtubers e blogueiros, que de certa forma compartilham suas historias com o público.

Veja alguns dos Nomes que estarão por lá:

#
Mauricio de Sousa
Data: 27/8, sábado – Horário: 11h
Jennifer Niven
Data: 27/8, sábado – Horário: 16h

#
Marian Keyes
Data: 28/8, domingo – Horário: 11h
Ava Dellaira
Data: 28/8 – domingo – Horário: 16h
Iberê Thenório e Mariana Fulfaro (Manual do Mundo)
Data: 28/8, domingo – Horário: 19h

#
Rezendeevil
Data: 29/8, segunda-feira – Horário: 16h

#
Isabela Freitas
Data: 30/8, terça-feira – Horário: 11h
Jout Jout e Capitolinas
Data: 30/8, terça-feira – Horário: 14h
Thalita Rebouças, Paula Pimenta, Babi Dewet e Bruna Vieira
Data: 30/8, terça-feira – Horário: 19h

#
Maju Trindade
Data: 31/8, quarta-feira – Horário: 16h
Carina Rissi e Pam Gonçalves
Data: 31/8, quarta-feira – Horário: 19h

#
Mac Barnett
Data: 01/9, quinta-feira – Horário: 11h
Kéfera Buchmann
Data: 01/9, quinta-feira – Horário: 17h

#
Arthur Aguiar, Frederico Elboni, Ique Carvalho e Matheus Rocha
Data: 02/9, sexta-feira – Horário: 14h
Christian Figueiredo
Data: 02/9, sexta-feira – Horário: 19h

#
Becky AlbertalliData: 03/9, sábado – Horário: 19h

#
Amy EwingData: 04/9, domingo – Horário: 11h
Veja Programação Completa.

Particularmente estou ansioso pela visita de Jennifer Niven, autora de Por Lugares Incríveis, um best-seller  juvenil do New York Times publicado aqui no Brasil pela Companhia das Letras através do selo Seguinte.

Jennifer irá realizar uma palestra com o Tema  “Você não está sozinho: O Tabu da Depressão na Literatura Jovem“.

E trago boas noticias! A Seguinte anunciou através do SnapChat (editoraseguinte), que outra sessão de autógrafos para Jennifer Niven será aberta, e as distribuições de senhas ocorrerão na segunda feira. Então fiquem espertos.

Ainda no dia 27 irá ocorrer o “ Encontro de Booktubers para Inscritos“, que promete reunir diversos resenhistas e leitores em assuntos descontraídos, jogos e sorteios. O acontecimento está sendo organizado pelos Blogs/Canais Indice X e Geek Freak, e possuí apoio da Bienal. – Mais informações.

Estamos mega ansiosos para conhecer as novidades que estão a caminho, e para poder participar das inúmeras atividades dispostas pelo evento, também para conhecer pessoas e voltar com historias incríveis para casa. E é claro, poder compartilhar um pouco disso tudo com vocês.

Em breve irei contar melhor para vocês como estamos nos organizando, além das dicas que estou recolhendo por aí para poder aproveitar ao máximo essa Bienal.

Abraços! E até mais.

Estamos vivendo em uma época em que as opiniões e atitudes das “celebridades virtuais” causam um forte impacto entre as gerações de seguidores. As plataformas de entretenimento livre ganham mais espaço a cada dia, e uma das formas encontrada para criar uma maior aproximação entre o publico e o gerador de conteúdo é através dos livros.

O que na minha opinião não acaba sendo um total desperdiço, já que muitos depositam concelhos e historias que fazem com que seus leitores se identifiquem com as situações. Por outro lado vemos a exploração desse artificio para simplesmente promover algumas pessoas.

Em um outro lado nos deparamos com jovens escritores, cheios de energia e imaginação que encontram na escrita formas de se expressar suas mensagens ou paixões – além de criarem um incentivo à leitura.

Por isso resolvi selecionar 6 Livros de Ficção escritos por Blogueiros ou Youbers.

Blasfêmia – Pathy dos Reis e Maria Carolina Passos

Pathy dos Reis é uma youtuber icônica que foi descoberta pelo canal galo frito, hoje ela mantém um canal particular mas não deixou o humor de lado. Porém foi dessa mente que saiu Blasfêmia, um suspense aterrorizante escrito em conjunto com sua amiga/roteirista de seu canal Maria Carolina.

O livro conta a historia de Clarie, uma jornalista que se vê obrigada a voltar para sua cidade natal, Salina, situada no interior dos Estados Unidos. Logo no meio do caminho ela recebe a intrigante noticia partida do radio, um assombroso assassinato de um jovem de 17 anos, que a remete à morte de seu irmão em circunstancias parecidas, o que acabou por chocar toda a cidade e desconstruindo sua família.

 Azeitona – Bruno Miranda

Bruno mirando iniciou seus trabalhos pela internet como boocktuber, com o canal Minha Estante. Tempo depois passou a criar um conteúdo através do Bubarim, discutindo diversos temas sempre com muito humor.

Recentemente publicou o seu primeiro livro, Azeitona, que conta com sua visão engraçada para criar situações.

O livro conta a historia de Ian, um adolescente de 16 anos que foi praticamente criado por sua irmã, e por conta disso sente que precisa de alguma forma retribuir isso para ela. E é exatamente na sala de espera de um consultório que a chance lhe é apresentada – participar de um reality show de adolescentes que estão esperando um bebê, por um bom cachê. Ian acaba por convocar Emília, uma jovem com a qual não tem nem sequer muito contato para lhe ajudar com isso. Porém além de não serem um casal, Emília também não está gravida.

Por Que Indiana, João? –  Danilo Leonardi

Danilo ficou conhecido através do canal Cabine Literária, que era formada por uma equipe que apresentava e discutia assuntos relacionados a livros e cultura. Hoje em dia ele também trabalha em um canal particular que leva seu nome.

Por que Indiana,João? foi seu livro de estreia e conta a historia de um jovem – João – que precisa lidar todos os dias com os insultos dos garotos da escola, e a indiferença da parte das meninas. Cansado de ser tão humilhado, acaba por reagir ao ataque de um de seus provocadores, seu golpe de sorte consegue derrubar o valentão. O garoto passa a ser vangloriado e admirado por muitas pessoas através disso. João passa a analisar as consequências de seus atos sob as outras pessoas, trazendo uma reflexão sobre o Bullying.

De Volta Aos Quinze – Bruna Vieira

Este foi o primeiro livro de ficção escrito pela blogueira Bruna Vieira, que passou a ser conhecida através do seu blog Depois dos Quinze, e faz parte de uma série que já possui 2 volumes publicados.

A historia nos apresenta Anita, uma mulher de 30 anos que vive uma vida completamente diferente da sonhada e planejada por ela anos atrás. Certo dia ela acaba se deparando com seu computador ligado e aberto na pagina de seu blog nos tempos de sua adolescência. Assim Anita entra em uma viajem no tempo que a leva de volta para seus 15 anos, lhe fazendo reviver a adolescência com a mente de uma adulta. Em meio a essa loucura ela irá descobrir que tentar acertar certas coisas do passado podem lhe render péssimas consequências no futuro.

O Amor Nos Tempos de #Likes – Bel Rodrigues, Pam Gonçalves, Pedro Pereira e Hugo Francioni

O livro foi lançado a pouco tempo e é composto por três contos que exaltam o amor e as relações nos tempos que vivemos, tomando como inspirações clássicos da Literatura. Seus Altores são todos boocktubers.

Pam inspirou-se em Orgulho e Preconceito, contando a historia da Liz, uma youtuber famosa que esta indo vistar sua família que não lida muito bem com sua profissão, e de Willian um empresario que lida com grandes responsabilidades desde muito cedo, causa da morte de seus pais. Os dois se esbarram durante a viagem mas o primeiro contato não se mostra nenhum pouco amigável.

Bel baseou-se em Dom Casmurro, criando Madú, uma jovem que acabou de sair de um relacionamento abusivo além de passar por conflitos com uma amiga que passou a se envolver com seu ex-namorado. Madú resolve tirar um tempo para si mesma, e decide realizar uma viagem para Búzios, onde acaba por se envolver em um encontro as escuras.

E por fim Pedro e Hugo em conjunto criam algo partindo de Romeu e Julieta, um relacionamento à distancia entre dois jovens, Julho e Ramon. que se conheceram através de um gosto em comum. Após se apaixonarem os dois precisaram aprender a lidar com a distancia e o desejo de se verem.

Traços – Eduardo Cilto

Traços é até então o lançamento mais quentinho dessa lista, pois entrou em pré-venda esta semana. O livro foi escrito por Eduardo Cilto, booktuber responsável pelo canal Perdido nos Livros, onde sempre resenha suas leituras com bom humor, carinho e sinceridade.

O livro nos conta a historia de Matheus e Beatriz, dois adolescentes de uma cidade pequena que acabam interagindo com um ritual mistico não muito confiável. Ao fim Beatriz recebe a mensagem de que precisa fugir para São Paulo em busca do seu verdadeiro destino. Os dois amigos embarcam juntos com pouco dinheiro no bolso, nessa viagem que promete lhes fazer repensar seus laços causando uma busca por autoconhecimento.

Essas fora as indicações de hoje, eu acredito que todas sejam ótimas leituras, eu mesmo estou com vontade ler muitas delas. Se você conhece algum livro que se encaixe nesse tema e que não entrou na lista, conta aqui nos comentários pois quero saber.

Abraços! E até mais.

Quem depende constantemente da criatividade para trabalhar sabe o quão duro é passar por momentos de falta de inspiração e bloqueios criativos. Inclusive a muito tempo atrás cheguei a dar algumas dicas por aqui sobre “Como Se Livrar de um Bloqueio criativo”.

Hoje irei falar sobre 3 livros que exploram o relacionamento com a criatividade em diferentes assuntos, seja você um escritor ou um artista, creio que isto servirá de ajuda.

Livros

Roube como um Artista: 10 dicas sobre criatividade – Austin Kleon

Foto: Autor Desconhecido

Este livro pode ser considerado um guia para sempre manter por perto e dar uma boa olhada de vez enquanto. Escrito por Austin Kleon um designer e escritor que ficou conhecido após compartilhar sua genialidade ao criar poemas utilizando palavras impressas em jornais.

Além de explorar as etapas que passamos durante um processo criativo, Austin também abordou temas como o surgimento de uma ideia, inspiração e a autenticidade – Mesmo que em sua opinião nada hoje em dia seja 100% Original.

O livro também fala sobre a importância de buscar se envolver com aquilo que você gosta, e não apenas com o que está dentro do seu conhecimento. Austin Kleon também possui outro livro intitulado “show your work” onde ele passa dicas de como desenvolver o seu trabalho, e transmitir as mensagens certas para as pessoas certas.

A Grande Magia: vida criativa sem medo – Elizabeth Gilbert

Foto: Autor Desconhecido

Elizabeth Gilbert é a autora responsável pelo grande best saller Comer, Rezar & Amar. Em “A grande magia” ela abre seu coração compartilhando os desafios de se viver uma vida criativa, suas inspirações, suas decepções e seu aprendizado sobre o poder criativo.

Para Elizabeth as ideias são como energias no ar que  buscam seres capazes de lhe darem vida, e você precisa estar pronto para elas, pois caso contrario, elas encontraram outra pessoa.

Sobre a escrita – Stephen King

Foto: Autor Desconhecido

Você provavelmente já ouviu falar ou então teve alguma interação com alguma obra inspirada nos trabalhos de Stephen King.

Mas seu poder de escrita nem sempre existiu, e é exatamente sobre isso que encontramos em Sobre a Escrita.

O livro é dividido em três partes. De início nos deparamos com as inúmeras histórias de rejeição protagonizadas pelo ator, e o fato de como ele utilizava cada uma delas ao seu favor como um incentivo.

King defende que você pode ser extremamente criativo, mas nada disso tem qualquer proveito sem uma base de bom conhecimento. Em cima disso ele entrega dicas de amadurecimento baseadas em sua historia de vida.

Livros Interativos

Caso você esteja em busca de algo mais descontraído, livros interativos podem ser uma boa opção. Eles podem lhe ajudar exercitar sua criatividade, fazendo com que você pense fora da sua zona de conforto criando suas próprias interpretações.

Mas esse já é um assunto para um próximo post.

Abraços! E até mais.