Em uma construção simples ou em prédios imponentes, contando histórias resgatadas do mundo ou compartilhando pensamentos e sentimentos, pode-se dizer que os Museus são como portais de acesso ao conhecimento e nossas identidades.

Por isso, não poderíamos deixar de falar da influência que alguns museus exercem sobre algumas cidades, ou até mesmo países. Vamos destacar não só aqueles que já conhecemos, mas também muitos que estão em nossas rotas de turismo.

Museus Históricos

O propósito principal de um museu é salvar a história e arte de um determinado local ou grupo de pessoas, assim o museu se torna esta espécie de arca do conhecimento. Essa ideia surgiu justamente com os museus históricos, quando os grandes imperadores de antigamente buscavam mostrar suas enormes coleções ao mundo.Com certeza você que está lendo este texto conhece algum museu histórico. Nas cidades menores, geralmente eles ficam no centro velho e servem como forma de conectar a população a sua história local. Já nas cidades grandes…vamos falar de 2 museus que explicam bem o que quero dizer.

O museu do Ipiranga, ou às vezes, museu paulista é uma memória comum pra grande parte dos paulistanos (pra quem não é de SP, com certeza conhece o gigantesco quadro “Independência ou Morte!” de Pedro Américo). O prédio principal é um monumento à fundação de um país, o enorme palácio e sua área anexa, o parque da independência foram criados como homenagem a 1822 e a exposição que se encontrava fixa fora criada em 1922 por ocasião do centenário da Independência.
ATUALMENTE O MUSEU SE ENCONTRA FECHADO, mas isso não significa que esteja parado. A equipe do museu organiza diversas atividades com o público em áreas anexas.

Mais infos: http://www.mp.usp.br/museu-do-ipiranga

O museu Britânico sem dúvida foi uma das fontes de inspiração para a criação do nosso Ipiranga. Ao lado do Louvre, é sem dúvida, um dos maiores museus do mundo e foi criado justamente com esse propósito. Em 1753, o Império Britânico, muito poderoso, era conhecido como “o Império onde o sol não se põe”, nesta situação era necessário pensar em alguma forma de coletar cultura de todos os cantos do mundo. Atualmente o museu conta com 10 departamentos, entre eles: África, Oceania e América; Egito Antigo e Sudão; Ásia; Bretanha, Europa e Pré História; Grécia e Roma; Conservação e pesquisa científica. O museu Britânico é obrigatório pra quem vai para Londres, e a melhor parte é que é totalmente de graça.
Mais infos: http://www.britishmuseum.org/
Facebook: https://www.facebook.com/britishmuseum

Museus Contemporâneos

Mudança é inevitável e com o passar do tempo mesmo o significado de museu tem sido alterado. De instituições instaladas em prédios seculares dedicadas a unicamente salvar e expor peças de cultura, os museus têm se tornado centros vibrantes de cultura, vivos e em constante mudança e atualização.
Mesmo museus milenares implantam exposições e programas dedicados a atrair novos públicos, já outros são criados com o propósito de novas idéias e exposições, como o Museu da Pessoa, o Museu do Futebol e o Museu da Diversidade. Seria impossível citar todas as idéias sendo incorporadas aos museus, por isso vale a pena ficar de olho nas diversas programações 😉

O Museu da Imagem e do Som, ou MIS para os íntimos, é um exemplo perfeito de como a idéia clássica de museu se combina com novas experiências, formatos e traz um novo mundo de possibilidades. Além de um rico acervo histórico voltado à conservação da arte e cultura audiovisual, o museu sempre traz exposições muito populares que arrastam um grande público, nós já falamos dele aqui. Além disso, conta com ótimas exposições fotográficas, cursos, incentivos a artistas, eventos para todos interessados.

Mais infos: http://www.mis-sp.org.br/
Facebook: https://www.facebook.com/museudaimagemedosom/

O Museu do Amanhã tem um conceito que combina com seu nome, ele se preocupa com a ciência que pretende construir o amanhã. De certa forma, o museu conserva a estrutura convencional, porém não possui um acervo com documentos históricos ou algo semelhante, ao invés disso o Museu se volta a exposições futuristas, cursos e outras formas de contato entre arte e tecnologia. Até mesmo em sua arquitetura ele incorpora o conceito futurista, sendo um dos primeiros (senão o primeiro) museu sustentável, dentre outros, e inclusive colecionando prêmios de organizações internacionais.

Mais infos: https://museudoamanha.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/museudoamanha

 

Museus Icônicos

Alguns museus se tornam maiores do que seu propósito. Eles são simbólicos de todo um país, e se tornam verdadeiros monumentos, no sentido de que cristalizam a história também em suas paredes e salas. O Museu Britânico e o Museu do Ipiranga são bons exemplos desta situação geralmente característica dos museus históricos, porém isso passa longe de ser uma regra.

O Museu subterrâneo localizado no Palácio do Louvre, que era utilizado como um forte em seu princípio e veio a se tornar museu em 1793, é guardado por uma imponente pirâmide de vidro e recebe o título de um dos museu mais visitado do mundo. Em seu riquíssimo acervo estão expostas obras que marcaram a história da arte, como a escultura Vênus de Milo, da qual não há certeza sobre seu criador, e Mona Lisa ( La Gioconda) de Leonardo da Vinci, assim como outras obras do pintor.

Mais info: http://www.louvre.fr/en
Facebook: https://www.facebook.com/museedulouvre/

O MASP é interessante de ser incluído aqui pois é uma exceção, sendo criado como um museu de iniciativa privada, diferente destes que citamos anteriormente. Em 1947, ocorre a fundação por iniciativa do empresário e mecenas de arte brasileira Assis Chateaubriand, que planeja o museu de arte como recebedor de sua coleção e que posteriormente seria tombado pelo órgão do patrimônio histórico e artístico nacional (IPHAN).

O prédio do Masp, que tem sua fachada aparente suspensa por algumas poucas vigas de sustentação foi desenhado pela arquiteta Lina BO Bardi (se você ama arte e arquitetura esse nome é indicação indispensável) e é um verdadeiro ícone da Avenida Paulista, passagem obrigatória tanto para paulistanos nativos quanto para os turistas. Nós já falamos mais do MASP em um role cult aqui e também em um post especial sobre SP.

Mais infos: http://masp.art.br/masp2010/
Facebook: https://www.facebook.com/maspmuseu/

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO