Coffee

foto: Ashley Baxter

Por algum motivo eu me sinto sozinho. Em algum momento eu deixei uma das coisas mais importantes da minha vida ir embora: A Esperança. E mais uma vez estou largado. E é nessas horas que eu posso ser o meu maior inimigo, mas também o meu melhor amigo.

_Droga! O café esta frio!

As pessoas se parecem muito com cafés. Elas te fazem bem pelas manhãs, e te aquecem em dias frios. Te ajudam a permanecer acordado, mas ao mesmo tempo calmo. No entanto ambos não terão o mesmo efeito se estiverem frios.

Eu fico aqui esperando, não sei o que, mas espero – Um amigo, um amor – algo que vai me tirar o gosto ruim do café da boca. Alguém que me segure com as palavras, e me abrace com os olhos. Uma gota de esperança. Quando na verdade eu sei que se eu quiser, eu posso – ser tudo isso.

As palavras não vão se apagar facilmente, nem tão pouco as lembranças. Mas ficar aqui mastigando tristeza, revirando diálogos e resgatando momentos – não vai me levar a lugar algum. E não importa quantos concelhos eu receba, isso depende de mim.

Estar mais forte ao ponto de não ter auto piedade, e entender que decepções vão existir. Estar mais forte para pode me olhar com orgulho, sem procurar defeitos mas entendendo minhas limitações. Forte para poder dizer: Esse sou eu, e eu sou o meu melhor amigo. Eu me dou esperança em dias difíceis.


 Hey”

Resolvi começar a mostrar um pouco mais aqui no blog outra das muitas paixões que tenho: Escrever textos e cronicas. Eu escrevi esse texto ontem a noite, ele reapresenta um pouco do que estou passando no momento.

Diferente da Yasmin, nunca escrevi algum livro, mas guardo diversas historias comigo.

A presença de textos e cronicas é mais uma das novidades para essa nova fase do blog. Espero que  vocês gostem e encontrem algum com que se identificam. Abraços! E até mais!

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

Os comentários estão fechados.