Eu Poderia.

Foto: Joe St.Pierre

Todas as manhãs quando o sol esquenta o meu colchão é inevitável me perguntar, e agora? Tudo mudou tão de repente. A maturidade, as responsabilidades, os objetivos, as opiniões. É como se a todo instante eu estivesse lutando para descobrir quem eu realmente sou, o que eu realmente quero desta vida. Tenho poucos amigos, são menos que os dedos em uma mão. Mas cada um desde tem o seu real valor. Nós encaramos tudo juntos, e por alguns estantes nos sentimos infinitos.

Mas para ser honesto eu sinto que poderia ser melhor. Eu poderia fazer mais por mim, e mais por todos. Eu poderia ser Valente – de coração destemido. Me importar menos com o tal destino e esquecer da solidão. Absorver a energia do sol, me sentir em paz comigo mesmo. Aceitar os convites de viagens de ultima hora. E me contentar com pouco dinheiro.

E as pessoas que tendem a me derrubar, agiriam em vão. Porque eu estaria tão leve, que nem mesmo as palavras mais pesadas me levariam ao chão. Eu seria tão rápido, ao ponto de escapar de um flecha lançada a pouco metros de distancia. E eu seria tão calmo – entregaria a paz – a quem deseja paz.

Eu poderia… Por que não?

E.Mateus

#20pros20

textosecronicasmenor

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

Os comentários estão fechados.