Este post não é patrocinado.

Muitos fotógrafos andam se rendendo as graças das Câmeras Mirrorless, e é sobre essas pequenas jóias que quero conversar com vocês hoje.

A todo instante estamos correndo atrás de praticidade, qualidade e conforto. Isso pode ser justificado pela evolução da tecnologia, e também pelo crescente ritmo frenético adotado por muitos. Seja como for, a portabilidade não fica de fora dessas prioridades.

 

Talvez atualmente, as câmeras mirrorless sejam as que mais se enquadram nesse perfil de necessidades para alguns fotógrafos. Seu diferencial, comparada as DSLRs profissionais e semi-profissionais esta principalmente no tamanho e peso que elas costumam ter.

Isso se dá pela ausência do espelho e do pentaprisma responsáveis pelo transporte dá imagem (luz) captada pelas lentes até o visor óptico das câmeras. As mirrorless conduzem a imagem do sensor diretamente para tela de LCD, reduzindo o um tamanho considerável dentro dá máquina.

Isso não faz com que as imagens percam qualidade, alguns modelos chegam a atingir uma resolução tão alta quanto a de câmeras maiores.

Além disso, as mirrorless assim como as DSLRs te permite a troca de lentes para uma captação personalizada e objetiva. Suas lentes são compatíveis apenas com modelos semelhantes e podem variar de R$200 à R$600 dependendo da marca. No entanto, algumas marcas desenvolveram espécies de adaptadores para acoplagem de lentes DSLR.

O preço das câmeras também podem variar muito por diversos fatores – qualidade de imagem, video, espaço para armazenamento, conexões bluetooth ou Wifi, tela touch screen, ajuste de foco manual ou automático, velocidade de captura, ISO, entre outras funções – , algumas chegam bem próximas aos preços padrões de semiprofissionais convencionais.  Mas em uma busca rápida encontrei algumas à partir de R$1.500.


Foto: Alina Rudya, Canon EOS M10EF-M 15-45mm f/3.5-6.3 IS STM, 1/200 sec @f/3.5, ISO 200

A falta de um visor óptico e o uso apenas da tela LCD ( que costuma ser reajustável) causam certa estranheza para algumas pessoas. Já ouvi até mesmo alguns afirmarem que a falta de peso chega a incomodar.

Porém como esperado, algumas marcas têm apelado para criação de modelos com aspectos clássicos, além dá implantação de um view finder compacto em algumas.

Seja como for, essas câmeras não devem deixar de ser levadas em consideração por quem procura algo mais simples e discreto para carregar no dia a dia ou até mesmo trabalhar.

Separei aqui alguns modelos que me chamaram a atenção e que ganharam destaque nos últimos anos. – Pela qualidade, popularidade ou sofisticação (ostentação).- A ordem em que aparecem na lista não possuí relação com qualquer classificação (de melhor para pior por exemplo).

1. X-Pro2 – Fujifilm
2. Nikon 1 J4 – Nikon
3. EOS M3 – Canon
4. NX3000 – Samsung
5. PEN-F – Olympus
6. α6300 (Alpha) – Sony
7. OM-D E-M10 Mark II – Olympus

E você? Já se adaptou ou migraria para uma mirrorless? Me conta o que você acha delas.

Abraços, e até mais!

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

Os comentários estão fechados.