Sempre que reflito no comportamento dos meus pais ao longo da minha criação, e na dos meus irmãos, eu chego a conclusão de que ser um progenitor envolve muito mais do que apenas por um filho no mundo, e observa-lo crescer.

Cada não, por mais duro e rígido que seja, se justifica pelo medo, e a necessidade de proteção. Cada exemplo, por mais bobo e simples que pareça, se agarra no objetivo de fazer com que seus filhos não cometam os seus mesmos erros. Sim, porque o fato mais simples e muita vezes imaginável é de que eles já foram jovens, e assim como todo jovem precisaram cair para se reconstruir.

Mas é também por amor que em algum momento eles te soltam. Desprendem-se porque querem que você aprenda a enxergar o mundo com os próprios olhos, e percorra seus próprios caminhos.
Os nãos passam a ser diferentes – Vá e faça, sozinho, conquiste o seu espaço, não cause arrependimentos a si mesmo por não ter tentando. Cresça.

Isso não é descaso, é amor. Porque infelizmente existe mais uma verdade imaginável, porém essa eu não tenho coragem de repetir. Mas todo esse sentimento cabe em uma pequena frase: Como vocês irão se virar sem mim?

O que eu posso responder? Bom, eu realmente não sei, não sei sequer suportar tal pensamento dentro da minha cabeça.

Prefiro guardar tudo assim, do jeito que está, de um jeito que eu ainda possa agradecer.

#19-22pros22
E.Mateus

 

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

Os comentários estão fechados.