Anos atrás eu tinha o fantástico hábito de colecionar Cds, com o tempo acabei me limitando a ouvir músicas online. Mesmo assim nunca perdi o interesse em conhecer as discografias dos cantores que mais me chamavam atenção. E entre essas pesquisas eu sempre me deparava com EPs que eram ótimos do começo ao fim.

E foi inspirado nisso, que resolvi compartilhar com vocês algumas das minhas descobertas mais recentes, não necessariamente tão recentes, mas atuais.

Vamos lá?

Descobri essa dupla no ultimo trimestre de 2015, e eles ocuparam o topo das minhas playlist em poucos dias. Foi difícil me decidir entre os três álbuns até então lançados, sem contar os trabalhos anteriores do Tyler Joseph . Mas acho que Vessel se torna o meu preferido justamente por se equilibrar entre o Indie Rock e o Rap. Além de ser um marco da parceria com Josh Dun. O último disco, Blurryface, é um pouco mais forte que o anterior. E teve como inspiração um Alter ego  do próprio Tyler.

Twenty One Pilots esta confirmado para o Lollapalooza deste ano.

Grouplove é o portal que você precisa encontrar para escapar dos dias entediantes. Em um bom estilo Alternativo, com influencias Indies, essa banda transmite boas energias mesmo em musicas mais lentas. Além disso, são bem requisitados para trilhas sonoras, suas musicas já foram parar em filmes como “A culpa é das Estrelas“, e “Cidades de Papel“.

A escolha de qual álbum eu deveria apresentar à vocês também não foi fácil, eu gosto muito de Spreading Rumors, mas a maioria das musicas que eu mais ouço estão em Never Trust A Happy Song .

Da escuridão, para a luz, ou não. Sia é uma artista fantástica, mas muitas pessoas demoraram para perceber isso. Ela passou por uma fase bem ruim, e a bebida era a única coisa que a deixava “bem”. Isso passou, no entanto não é algo que ela tente esconder. Suas musicas de certa forma estão sempre ligadas aos seus sentimentos mais profundos, e é isso que me faz admira-la.

100 Forms Of Fear talvez seja o disco que a deixou em evidencia. Mas está longe de ser o seu primeiro trabalho ou algo assim.
Sia já lançou mais de 10 álbuns (Sim mais de dez). Além de ter passado anos compondo para grandes Cantoras como Beyoncé, Rihanna, Britney Spears e Katy Perry.

David Guetta, se apaixonou pela voz de Sia, em um áudio experimental para Titanium, que por sinal estava sendo empurrada de lá pra cá por outras cantoras. David não pensou muito e escalou a própria Sia para interpretar o hit.

Essa brincadeira de se esconder atras de roupas e perucas, tem ligação com sua “fase anonima“.

This is Acting foi lançado em fevereiro, e conta com ritmos mais pop.

Ellie Gouding ficou mais conhecida após sua musica Burn, ocupar a lista de mais tocadas mundialmente. Porém sua carreira se desenvolveu mais cedo. Com 15 anos ela já compunha pra si mesma, e anos mais tarde, ela ganhou os olhares dos colegas de faculdade ao se apresentar em uma festa no campus.

Eu gosto muito de Lights e Halcyon Days. Mas Delirium é sem duvida um de seus melhores álbuns. Animado, romântico e descontraído, o disco se concentra  no pop, e em toda a experiencia que Ellie adquiriu trabalhando com Djs durante a sua carreira.

Anti é o fruto de um trabalho que a cantora estava realizando desde 2014. Confesso que esperava algo mais Dark-Side, por conta da divulgação apresentada em parceria com a Samsung. Mesmo assim, Anti conseguiu provar o que todo mundo ja sabia : Rihanna não brinca em serviço.

O disco conta com referencias de alguns estilos dos quais não estávamos acostumados a ver Rihanna interpretando.  Como o cover de Tame Impala, e outros ritmos que lembram o Soul e o Reggae, tudo isso sem abandonar a personalidade da Cantora.  Inclusive a musica Work, conta com inúmeras expressões usadas por Jamaicanos.

Arrisco dizer que Rihanna está aos poucos se permitindo experimentar coisas novas, e que ela começou muito bem.

E por ultimo mas não menos importante, 25 da Adele.

Eu sou bem suspeito para falar de Adele, é engraçado como me sinto bem quando a ouço cantar, e como sempre encontro um pouco de mim em suas letras. O álbum leva esse titulo porque foi o ano em que ela começou a produzi-lo. Em uma intervista a cantora admitiu não se sentir totalmente segura a respeito do novo trabalho, devido ao sucesso do álbum anterior.

Inicialmente as musicas deste novo álbum traziam alguma mensagem ou correlação com sua experiencia em ser mãe, e estar vivendo um novo amor. Adele acreditou que isso não agradaria muitas pessoas, por isso repaginou suas letras. Bom, se todas as outras musicas eram como Sweestest Devotion, sem dúvida seriam muito bem aceitas sim.

21 realmente foi um grande álbum, mas o meu preferido sempre foi o 19 (inicio de sua carreira profissional) por trazer musicas mais leves e ritmos não tão pesados. Adele conseguiu repetir isso em 25, em musicas como Send My Love, Water Under The Bridge e I Miss You.

Bom, por hoje é só, pretendo trazer listas assim mais vezes, com descobertas que fiz recentemente, ou algum tipo de playlist.

Você tem algum Álbum preferido do qual goste de ouvir do começo ao fim? Deixe aqui nos comentários.

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

Os comentários estão fechados.