Ontem (domingo, 26/02/2017) , a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas entregou a honra máxima do cinema norte americano, os Oscars. Quem apresentou a cerimônia deste ano foi Jimmy Kimmel e nós conferimos tudo o que rolou.

Na abertura Jimmy Kimmel não decepcionou e fez bonito. Porém os destaques maiores foram para as apresentações musicais de Justin Timberlake, Auli´l Cravalho (que deu voz a princesa Moana) e John Legend, interpretando “City of Stars“, musica tema de “La La Land – Cantando estações” e também uma inédita polêmica ao final da premiação. Por fim, é ate desnecessário enfatizar a beleza da premiação, que nunca desaponta, inclusive na nomeação dos vencedores.

O Oscar costuma ser uma oportunidade de gerar muitas apostas para os cinéfilos de plantão e sempre uma boa disputa entre os filmes mais populares, como este ano que La La Land, que já ganhou resenha por aqui, Moonlight e Manchester à Beira Mar, que foram três dos mais falados. Aqui no blog a nossa equipe também colocou suas apostas em alguns filmes e agora é hora de ver quem acertou e quais foram os grandes vencedores de mais uma noite de premiações.

Duas informações que precisamos destacar; primeiramente, que selecionados alguns categorias principais para não nos alongarmos, e em segundo lugar, que não pudemos ver todos os filmes, assim algumas apostas foram feitas baseado nos materiais que foram divulgados, que encontramos em nossa pesquisa e na repercussão dos filmes. 😉

E ESSES FORAM OS RESULTADOS

  • Taylor Sheridan – A Qualquer Custo
  • Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações (Aposta da equipe)
  • Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou – O lagosta
  • Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar
  • Mike Mills – Mulheres do século XX

A minha aposta para La La Land  se refere a capacidade de Damien Chazelle em surpreender sua audiência, tecendo uma história envolvente e sedutora para todos os públicos.

VENCEDOR: MANCHESTER: A BEIRA MAR

  • Eric Heisserer – A Chegada
  • August Wilson – Um Limite Entre Nós
  • Allison Schroeder e Theodore Melfi – Estrelas Além do Tempo (Aposta do Gusta)
  • Luke Davis – Lion: Uma Jornada para Casa (Aposta do Ton)
  • Barry Jenkins e Tarell Alvin McCraney – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Neste momento nossas apostas se dividiram. A minha aposta ficou com Estrelas além do Tempo traz um belo relato sobre mulheres que desempenharam um papel importante na corrida espacial da Guerra Fria ao lado da NASA.
Do outro lado tínhamos a emocionante história real de uma busca por identidade. Em Lion, Dev Patel interpreta Saroo, um jovem indiano que foi adotado por uma família australiana após perder seu irmão em uma estação de trem e ser obrigado a sobreviver sozinho por dias. Saroo sente a necessidade de se reencontrar com suas origens e com uma cultura da qual ele não viveu, além de desvendar o mistério da perda de sua família.

VENCEDOR: MOONLIGH – SOB A LUZ DO LUAR

  • Kubo e as Cordas Mágicas
  • Moana: Um Mar de Aventuras (Aposta do Gusta)
  • Minha Vida de Abobrinha
  • A Tartaruga Vermelha
  • Zootopia: Essa Cidade é o Bicho (Aposta do Ton)

A minha aposta para a categoria de animação foi para Moana porque esta nova aventura da Disney conseguiu criar uma nova princesa apostando na reconstrução dos padrões anteriores, e dando ar novo a animação, sem falar na capacidade técnica impecável.
Zootopia também foi citada como grande concorrente. A animação consegue explorar a relação da diversidade, do respeito e da hierarquia da sociedade, tudo isso de uma forma leve e descontraída.

VENCEDOR: ZOOTOPIA

  • Bradford Young – A Chegada
  • Linus Sandgren – La La Land: Cantando Estações (Aposta da Equipe)
  • Greig Fraser – Lion: Uma Jornada para Casa
  • James Laxton – Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Rodrigo Prieto – Silêncio

Unânime na equipe, a aposta em La La Land vai para a capacidade do filme em contar uma história não somente através do enredo, mas também das cores, do enquadramento, do foco, enfim usando todas as ferramentas do cinema.
VENCEDOR: LA LA LAND: CANTANDO ESTAÇÕES

  • Craig Hammack, Jason Snell, Jason Billington e Burt Dalton – Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
  • Stephane Ceretti, Richard Bluff, Vincent Cirelli e Paul Corbould – Doutor Estranho (Aposta da Equipe)
  • Robert Legato, Adam Valdez, Andrew R. Jones e Dan Lemmon – Mogli: O Menino Lobo
  • Steve Emerson, Oliver Jones, Brian McLean e Brad Schiff – Kubo e as Cordas Mágicas
  • John Knoll, Mohen Leo, Hal Hickel e Neil Corbould – Rogue One: Uma História Star Wars

O prêmio de efeitos Visuais se refere a capacidade de um filme de criar e manipular todo tipo de coisas e mundos neste sentido, ninguém fez isso melhor que Doutor Estranho, trazendo mais camadas e complexidade ao Universo Marvel, com suas múltiplas dimensões e sua magia.

VENCEDOR: MOGLI: O MENINI LOBO

  • Patrice Vermette e Paul Hotte – A Chegada
  • Stuart Craig e Anna Pinnock -Animais Fantásticos e Onde Habitam ( Aposta do Gusta)
  • Jess Gonchor e Nancy Haigh -Ave, César!
  • David Wasco e Sandy Reynolds-Wasco – La La Land: Cantando Estações ( Aposta do Ton)
  • Guy Hendrix Dyas e Gene Serdena – Passageiros

Na premiação de Design, a minha aposta foi para “Animais Fantásticos e onde Habitam” porque esse novo capítulo do universo mágico de J.K. Rowling conseguiu reconstruir com perfeição a atmosfera da Nova Iorque dos anos 20, além é claro de estender essa mesma atmosfera para o mundo bruxo sem perder de vista a sintonia com os outros filmes.
VENCEDOR: LA LA LAND: CANTANDO ESTAÇÕES

  • A Chegada
  • Até o Último Homem
  • Estrelas Além do Tempo
  • Lion: Uma Jornada para Casa
  • Moonlight: Sob a Luz do Luar
  • Um Limite Entre Nós
  • A Qualquer Custo
  • Manchester à Beira-Mar
  • La La Land: Cantando Estações (Aposta da Equipe)

Apostamos em La la land porque este filme traz uma homenagem muito bem construída ao cinema clássico de musicais. Além de ter sido um grande concorrente da noite sendo indicado para mais de 10 categorias, e gerando grande repercussão.

VENCEDOR: MOONLIGHT: SOB A LUZ DO LUAR

A vitória de Moonlight como melhor filme foi sem duvida algo surpreendente, mesmo sendo citado diversas vezes como uma grande produção parecia não ter tanta força próximo a La La Land, que gerou grande encantamento publico.

Tanto que seu momento de revelação talvez tenha sido o mais estrondoso de todos durante a premiação, já que os cartões foram trocados levando a equipe de La La Land para cima do palco, confiante com a revelação. No entanto o erro foi corrigido durante a comemoração, passando assim o posto para os verdadeiros vencedores.

Logo após isso, diversos memes começaram a circular pela internet, muitos relembrando a desconcertante coroação da Miss Universo em 2016, onde também ocorreu uma troca de nomes.

Apesar da falta de espaço, é importante destacar alguns outros prêmios, como as estatuetas técnicas para La La Land, e mais importante, o primeiro Oscar da atriz Viola Davis por “Um limite entre nós”

E vocês o que acharam dos vencedores? Acertaram muitos palpites? Conta pra gente aqui nos comentários! Lembrando que a lista completa de vencedores esta disponível no site Oficial do Oscar.

Escrito em conjunto com E. Mateus

COMENTÁRIOS

Não existem comentários

DEIXE SEU COMENTÁRIO