Resultado de Pesquisa

A intrínseca é uma das editora que guardam um lugar muito especial em nossos corações. Ela surgiu em 2007 e depois de um tempo se destacou, ao trazer ao Brasil muitos dos Best-Sellers internacionais de grande repercussão.

Em seu catálogo você encontra títulos como “A culpa é das Estrelas“, “A Saga Crepúsculo“, “A menina que roubava livros“, “Como eu era antes de você“, “Garota exemplar” entre muitos outros títulos que ficaram populares nos últimos anos.

Seu time de autores também é bem forte, contando com John Green, Gillian Flynn, Jojo Moyes – os quais citei entre os mais populares -, Matthew Quick, Rick Riordan e Neil Gaiman.

A intrínseca é uma editora sem selos – e essa particularidade já foi explicada em um momento via snapchat – que acredita que o leitor não precisa se limitar a uma única experiência literária, sendo assim alguém que se fascina por thrillers também poderia gostar de um Y.As contemporâneos e vice-versa, sem buscar distinção de estilos e sim história que lhe chamem a atenção.

Assim como muitas editoras atualmente, essa vem trabalhando muito e ganhando espaço nas redes sociais – facebook, twitter, youtube, instagram, etc -. Investiu bastante em conteúdo diferenciado no snapchat, e recentemente no insta stories, com programações que exaltam a intenção com o leitor, criando uma aproximação entre comerciante e consumidor. ( Aliás, a equipe deles é um amor)

No quesito estética a intrínseca também costuma ser muito caprichosa, os livros são sempre muito bem finalizados e com ótimos acabamentos. Agora eles passaram a investir mais em obras de capa dura, seguindo o modelo de algumas editoras internacionais.

NOSSAS RECOMENDAÇÕES: DESEJADOS E AMADOS

Devido a grande variedade presente no catálogo da editora, alguns gêneros literários acabaram ficando de fora das nossas indicações. Além disso buscamos dar destaque a alguns títulos dos quais não falamos por aqui, mas vocês irão encontrar algumas capas conhecidas.

Confira o que separamos para vocês:

PAX, Sara Pennypacker, 288 páginas: O livro narra a forte relação de um garotinho, Peter, e sua raposa, Pax, que são separados quando o pai do menino é convocado para a guerra e por algum motivo decide devolver a raposa a natureza. A história se divide em duas perspectivas, a raposa descobrindo o mundo selvagem a sua volta, enquanto Peter torna-se determinado a recupera-la. (Saiba mais)

EXTRAORDINÁRIO, R.J Palacio, 320 páginas: Auggie nasceu com uma deformidade facial causada por uma doença. Seus pais o educaram em casa, até o momento em que decidiram o matricular em uma escola de verdade. Extraordinário aborda diversos assuntos relacionados a família, amigos e o olhar que depositamos sobre o próximo, de uma maneira leve e com mensagens positivas. (Saiba mais)

 

O DIA DA MORTE DE DENTON LITTLE, Lance Rubin, 336 páginas: Em uma sociedade onde o dia da sua morte é tão certeira quanto a data de seu nascimento, Denton Little precisa lidar três fatos: 1. Ele terá uma morte prematura, aos 17 anos. 2. Ele não faz ideia da forma como vai morrer. 3. Isto acontecerá “amanhã”. (Saiba mais)

SIMON VS. A AGENDA HOMO SAPIENS, Becky Albertalli, 272 páginas: Simon é um jovem de 16 anos que troca e-mails de forma anonima com um garoto de sua escola, e apesar da segurança com sua sexualidade, Simon não vê grandes motivos para falar sobre isso com alguém. Até que Martin, tem acesso a uma de suas mensagens e passa a chantagear o protagonista. (Saiba mais)

ANTES QUE EU VÁ, Lauren Oliver, 384 páginas: Samantha Kingston é uma jovem popular e privilegiada no colégio, porém tudo isso esta preste a acabar. Em um dia aparentemente comum, sua vida chega ao fim, porém ao abrir os olhos ela volta a reviver este dia fatídico, o que se repete por 7 vezes. Em meio a esse loop ela passa a olhar para a própria vida de outra forma, descobrindo o valor de tudo que esta preste a perder. (Saiba mais)

MOSQUITOLÂNDIA, David Arnold, 352 páginas: Após o divórcio dos pais, Mim Malone é obrigada a se mudar para o Mississippi, longe de sua mãe, onde passa a morar com o pai e a madrasta, e é medicada contra a própria vontade. Quando descobre que sua mãe está doente, Mim decide sair de casa para ir ao seu encontro. O que acaba por ser tornar também uma viagem de autoconhecimento. (Saiba mais)

CLAROS SINAIS DE LOUCURA, Karen Harrington, 256 páginas:  Sarah Nelson tem uma personalidade peculiar. Ela escreve cartas para Atticus Finch, advogado de O sol é para todos. gosta de colecionar palavras-problema em um diário, sua melhor amiga é uma planta e passa seus dias tentando achar sinais de que está ficando louca. Talvez porquê sua mãe a mãe tentou afogá-la quando criança e seu pai seja alcoólatra. (Saiba mais)

TODA LUZ QUE NÃO PODEMOS VER, Anthony Doerr, 528 páginas: O estouro da segunda guerra mundial foi sem duvida um triste fato histórico que atingiu incontáveis vidas. Neste romance premiado de Anthony Doerr algumas perspectivas nos são apresentadas, como a vida do jovem Werner obrigado a lutar ao lados dos alemães, reavaliando constantemente as atitudes tomadas, e Marie-Laurie uma garota cega e parisiense vivendo uma constante fuga, ao mesmo tempo que busca sentir o mundo em sua volta. Inclusive este fantástico livro já foi resenhado aqui no Blog.   (Saiba mais)

S., J.J. Abrams e Doug Dorst, 472 páginas: A  própria editora definiu S. como um livro-jogo. Ao redor da história e do autor do mistério “O navio de Teseu” quatro histórias paralelas se desenvolvem, pelas bordas, por papeis esquecidos no miolo do livros somos apresentados a Eric e Jennifer, dois estudantes que conversam através das margens do livro. Em suma, J. J. Abrams e Doug Dorst conseguem explorar todos os aspectos de uma obra literária construindo um mistério envolvente. O trabalho de editora da Intrínseca que é maravilhoso fica escancarado nesta obra, pelo cuidado em reproduzir e traduzir dignamente cada pequena dica e detalhe que os autores imbuíram ao livro, desta forma sendo bem sucedida em trazer a experiência aos leitores brasileiros.  (Saiba mais)

CAIXA DE PÁSSAROS, Josh Mallerman, 272 páginas: Este Thriller nos introduz a um mundo sombrio que começa a desmoronar quando somente por olhar para o céu as pessoas enlouquecem e são levadas a cometerem atos absurdos. Neste mundo, o leitor acompanha Mallorie, uma jovem grávida que se agarra a uma última esperança para viver em um mundo inóspito e confinado. A narrativa remete a filmes de suspense que forçam o espectador a segurar o fôlego nos momentos mais tensos. Inclusive ontem falamos sobre este livro aqui no blog. (Saiba mais)

OBJETOS CORTANTES, Gilllian Flynn, 256 páginas: Este é o romance de estréia da autora que ganhou notoriedade com “Garota Exemplar”. Gillian nos conta a historia da repórter Camille Preaker, que após ser liberada de uma estadia em um hospital psiquiátrico é empurrada de volta a sua cidade natal para investigar o sumiço de jovens garotas. A escrita de Flynn é crua e até amarga, a forma como ela nos mostra sua personagem é de uma certa decadência, enquanto ela trabalha para um jornal de quinta. De muitas formas é um livro ideal, assim como toda a oba de Flynn para fãs do gênero policial, mas não se engane, essa autora sabe muito bem inverter expectativas e formulas. (Saiba mais)

ALERTA DE RISCO, Neil Gaiman, 304 páginas: Nesta coletânea de histórias de terror, ficção científica, conto de fadas, fábulas e poesias, Neil Gaiman deixa um aviso: eles podem explorar sua imaginação de uma forma assombrosa. (Saiba mais)

BASEADO EM FATOS REAIS, Delphine de Vigan, 256 páginas: O triunfo de Delphine neste livro é enganar o seu leitor, ela não nos expõe o que é real ou não ao longo da narrativa, assim fazendo encarar a nossa própria obsessão com histórias baseadas em fatos reais. Ela brinca com momentos, ao iniciar a sua narrativa logo após a publicação do seu último livro, e introduzindo uma misteriosa amiga escritora de nome L. A autora acompanha o leitor em um mergulho por sua própria cabeça, criando um thriller de suspense psicológico, de onde não temos certeza se é possível sair somente por fechar o livro. (Saiba mais)

LONEY, Andrew Michael Hurley, 304 páginas: Loney é uma praia árida e sombria no noroeste da Inglaterra onde nunca faz sol. Neste lugar, se desenrola a história de Smith um pastor obrigado a enfrentar seu passado sombrio e problemático, quando sua mãe o levou para este mesmo lugar há 40 anos atrás. Andrew Michael Hurley traz descrições pesadas e um ritmo lento que desenvolve a história e o suspense construindo uma atmosfera carregada.  (Saiba mais)

BEM-VINDO À VIDA REAL, Christian McKay Heidicker, 320 páginas: (Saiba mais)

TUDO O QUE NUNCA CONTEI, Celeste Ng, 304 páginas: (Saiba mais)

EU E VOCÊ NO FIM DO MUNDO, Siobhan Vivian, 368 páginas: (Saiba mais)

MATÉRIA ESCURA, Blake Crouch, 352 páginas: (Saiba mais)

QUATRO ESTAÇÕES EM ROMA, Anthony Doerr, 240 páginas: (Saiba mais)

Se você se interessou por algum livro, ficará feliz em saber que nesta semana a intrínseca está com uma promoção em parceria com a Amazon, corra conferir.

Em breve traremos mais editoras para vocês, assim como mais assuntos dentro do universo da literatura. Por isso não deixe de nos contar o que estão achando, e compartilhar o seu amor a leitura conosco.

Abraços e até mais!

Alguém disse uma vez: “Na verdade todas as pessoas gostam de ler, porém nem todas elas encontram o livro certo”. E essa meus caros leitores, acaba sendo uma enorme verdade.

O numero de histórias já escritas, contadas, recontadas, adaptadas e publicadas é imensurável. E no meio de tanta informação acaba por se tornar impossível que nenhuma delas desperte algo em você.

A leitura também é capaz de proporcionar incontáveis benefícios para sua mente, corpo e alma. Ela lhe tira de um lugar e o transporta para outro, lhe faz vivenciar coisas que você não veria normalmente, te torna mais sensível para muitas questões sociais, treinando e seu olhar critico.

E foi pensando na imensidão desse universo literário que resolvemos dedicar alguns dias para este assunto aqui no blog. Queremos compartilhar com vocês algumas das experiências adquiridas até hoje, e ouvir o que vocês têm a dizer também. Além disso, será ótimo se conseguirmos ajudar alguém a encontrar um bom livro que lhe abrirá caminho para muitos outros.

*Em breve este post será atualizado com o material que estamos preparando* 

ESPECIAL EDITORA QUE NÓS AMAMOS:

DICAS!


RESENHAS DA SEMANA:

CAIXA DE PÁSSAROS – JOSH MALERMAN

GUERRA DO VELHO – JOHN SCALZI

Apertem os cintos, e boa leitura.

Semana passada nosso prodígio dos movimentos culturais – Gustavo – lançou por aqui um desafio envolvendo a literatura clássica. O projeto se assemelha ao nosso desafio cinematográfico, no entanto não é tão extenso.

Confesso que não sou tão aberto aos clássicos da mesma forma como o Gustavo é, mesmo assim eu achei essa proposta de ler um clássico por mês uma ideia sensacional. Como o próprio Gusta (porque eu o chamo assim) me disse durante uma conversa: Ler esses livros acabam nos ajudando a entender a influencia que tiveram sob a literatura moderna e refletir sobre a visão que os autores tinham da sociedade antigamente.

Irei citar os livros que “eu” escolhi para cumprir os desafios, mas você pode saber mais sobre a lista e a proposta clicando aqui. Além disso, em breve o Gusta trará uma resenha sobre o seu primeiro livro escolhido.

*As minhas escolhas para capa/editora basearam-se em uma pesquisa e alguns conhecimentos sobre a proximidade com a obra original, material de apoio e popularidade.*

  • Um clássico da literatura brasileira: Dom Casmurro. Machado de Assis, 1899 –

Sim! É um livro bem popular e conhecido dentro da literatura clássica brasileira. Lembro-me de ter ganho uma edição no ensino médio, mas não sei se a li.
O livro é narrado por Bento, e suas memórias da juventude. Amargurado e crente de que seu filho com Capitú na verdade é fruto de uma traição com seu melhor amigo, o velho e solitário – agora Dom Casmurro – busca respostas em suas lembranças.

  • Um clássico da ficção científica: Planeta dos Macacos. Pierre Boulle, 1963 –

A história deste livro se distancia da atual franquia conhecida, no entanto já ganhou uma adaptação mais fiel em 1968.
A Obra apresentará Ulysse um jornalista que parte com uma tripulação de cientistas para a descoberta de novos planetas. Em sua busca, eles pousam em um local semelhante a Terra, encantador porém ríspido. Neste planeta os macacos exercem agem como seres humanos, e os homens são como animais de baixo intelecto, usados como, cobaias, transportadores e animais de estimação.

  • Uma antologia de contos: Eu, Robo. Isaac Asimov, 1950 – 

Também como um clássico de ficção cientifica. O livro é reúne nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo. Sob o comprometimento às três leis da robótica, Isaac Asimov leva o leitor a refletir sobre diferentes assuntos.

  • Um clássico da literatura de horror: Frankenstein. Mary Shelley, 1818 –

A figura icônica dos clássicos de horror, a relação entre criador e criatura entre outros assuntos são levantados nessa história que até hoje vem tendo uma repercussão mundial.
Inclusive, já rolou matéria sobre a obra aqui no blog, escrita pelo Gustavo.

  • Um clássico sobre uma figura feminina: Anna Katerinina. Liev Tolstói, 1877 –

Considerado o maior romance já escrito, Anna Keterinina se destaca pela aproximação com a vida levada pelas de diferentes posições sociais da época, além da complexidade em montagem de parentescos.
A historia relata os caminhos levados Liévin – um proprietário de terras – e Anna, uma aristocrata casada, que se cruzam apenas vez em toda em meio a longa narrativa.

  • Um clássico sobre traição: Madame Bovary. Gustave Flaubert, 1857 –

A obra retrata a vida de uma mulher com anseios de uma vida diferente da qual leva ao lado de seu marido, um homem de personalidade fraca, em uma cidade do interior.
Em sua época de publicação o livro chegou a gerar revolta e incomodo da sociedade.

  • Uma distopia clássica: 1984. George Orwell, 1949 – 

A história se passa em uma sociedade aprisionada e controlada pelo Estado, onde seus habitantes são obrigados a agir de forma coletiva ao mesmo tempo em que se encontram sozinhos. E onde ninguém escapa da vigilância do Grande Irmão.
1984 foi o ultimo livro escrito por George Orwell, e é até hoje é vista como a obra fundamental para o gênero distópico.

  • Um clássico sobre aventuras: Viagem ao Centro da Terra. Júlio Verne, 1864 –

Otto Lidenbrock é um renomado professor, geólogo e mineralogista, que decide partir em uma jornada ao centro da terra após encontrar uma mensagem cifrada descrevendo tal local com detalhes. Junto de seu sobrinho Axel e o guia impassível Hans, Otto parte rumo ao desconhecido afim de comprovar suas teorias sobre a vida terrestre.
Meu primeiro contato com uma obra de Verne foi através do livro 20 mil léguas submarinas, que me prendeu do começo ao fim, já faz algum tempo que estou interessado em ler algo mais do autor.

  • Uma peça clássica: Hamet. William Shakespeare, 1603 – 

Guiado por seu falecido pai, Hamlet parte em busca da vingança em seu nome e uma jornada de autoconhecimento. -“Ser ou não ser, eis a questão”- Hamlet é uma das mais conhecidas peças escritas por Shakespeare.

  • Coletânea de poemas: Sapato Florido. Mario Quintana, 1948 – 

O livro traz uma coletânea de poemas em forma de prosa onde Quintana extrai valores e questionamentos sob a perspectiva de situações banais e cotidianas. É umas das principais coletanas indicadas para quem quer conhecer mais sobre o poeta.

  • Um clássico que gerou polemica na época: O Retrato de Dorian Gray. Oscar Wilde, 1890 –

O Livro propõe uma reflexão sobre o valor da beleza externa e os valores internos. Dorian é um personagem que entrega sua alma a um quadro em troca de sua beleza eterna. Porém a pintura passa a sofrer deterioração no passo em que Dorian toma atitudes questionáveis.
Essa obra acabou resultando na prisão do próprio autor, acusado por atentado ao pudor. Em uma época onde a homoafetividade  era vista como crime, Oscar Wilde foi  condenado pela visão de seus personagens, tendo os trechos de seu livro sendo usados contra ele em julgamento. Ainda hoje, existem diversas versões com censura.

E essas foram as minhas escolhas para o desafio, talvez eu não consiga ler todos os títulos, mesmo estou empenhado em ir atrás de alguns. Também espero que essa lista tenha ajudado vocês a se inspirarem, e tomarem coragem para conhecer mais sobre os clássicos e encarar o desafio.

Me conta, tem algum desses livros que você quer ler, ou já leu?

Abraços! E até mais.

Seja limpo ou sujo, velho ou novo, capa dura ou capa mole. Um clássico é sempre um clássico. São aqueles livros que marcaram suas épocas, inventaram línguas, criaram polêmicas e muitas vezes mudaram o rumo da literatura e da arte em suas respectivas épocas. Às vezes eles têm 100, 200 ou 300 anos, as vezes só 50, não importa, estas obras são sempre reutilizadas, repensadas, reimaginadas. Muitos clássicos colecionam listas enormes de adaptações para os mais diversos tipos de plataformas. E claro, são continuamente lidos, citados e estudados por diversas pessoas.

Pensando na importância destes livros, e continuando os desafios propostos para 2017, nós elaboramos o Desafio dos Clássicos. As regras são muito parecidas com o desafio cinematográfico: Não há uma ordem para ser seguida, apesar de apresentarmos os 11 itens em forma de lista.

Em 2016, já havíamos adaptado um desafio literário, que você pode conferir clicando aqui. Porém para esse ano a meta será mais branda: 1 livro clássico por mês. Eu sei, este post está um pouco atrasado, e é justamente por isso que contém 11 itens. Mas para não quebrar o clima inserimos um bônus (opcional).

E ESTE É CHALLENGE LITERÁRIO DE 2017

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF

Por fim, minha primeira leitura será “O mundo perdido” de Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes) que se encaixa no item “Um clássico sobre aventuras”. Neste livro, ele narra a aventura do professor Edward Challenger e sua expedição que decidem provar ao mundo a existência de dinossauros na Floresta Amazônica. É uma obra menos conhecida de Conan Doyle, porém é inegável que exerça forte influência até hoje na ficção científica. Logo mais traremos aqui nosso comentário completo com todos os detalhes desta obra.

E você, gostou do desafio? Gosta de clássicos ou tem vontade de ler algum? Conta pra gente pelos comentários!

Até a próxima!

Este ano resolvi encarar o desafio da Maratona Literária de Verão, um evento criado pelo Vitor Almeida, dono do canal Geek Freak. O objetivo dessa maratona é concluir a leitura do maior número de livros possíveis no período de 2 semanas.

Este ano a maratona será realizada em forma de torneio. Os participantes foram divididos em duas equipes, as escolhas eram : Crucio ou Império – sim são referências a Harry Potter -. Além disso, cada equipe irá contar com a presença de 3 mentores, todos booktubers, que irão fornecer um apoio e incentivo ao longo dos dias.

Antes mesmo de divulgarem em qual equipe cada um iria atuar, os booktubers delegaram algumas metas de leituras para esquentar a competição. Essas metas poderiam ser abraçadas por todos, independente de sua equipe, porém seguir essas categorias não é obrigatório, mas são ótimas formas de incrementar o desafio.

Agora já sabemos em qual equipe cada um está, assim como a sugestão de cada um:

Foto: Imagem de divulgação Torneio MLV

• Um livro que você prometeu ler em 2016 e ainda não leu – Mayra – All about that book
• Um livro indicado por um dos canais organizadores da maratona – Gabriel – MaremotoTV
• Um livro com um protagonista LGBT – Vitor Martins
• Um livro que você está enrolando pra ler, pois a capa não te atrai – Tereza Andrada 
• Um livro que você pagou barato ou comprou em uma promoção – Paulo Ratz – Livraria em casa
• Um livro com apenas uma palavra no título – Victor Almeida – Geek Freak

As inscrições se encerram dia no dia 03/01 à 00:00. E a competição começa oficialmente amanhã no dia 07/01 e vai até o dia 28/01. E A equipe vencedora, que registrar o maior número de livros lidos,  irá concorrer a um sorteio ainda não divulgado.

Okay, mas porque eu estou contando tudo isso só agora? – Desculpa.

Eu esperava conseguir reunir livros para todas as categorias, e assim concluir os desafios, porém nem tudo deu exatamente certo e eu precisei adaptar a minha TBR, que vou compartilhar com vocês.

MINHAS ESCOLHAS PARA O TORNEIO MLV

Busquei selecionar livros dentro ou próximos dos desafios e com números razoáveis de páginas, assim ler 6 livros no período de 21 dias será mais fácil.

 

1. Caixa de pássaros – Josh Malerman: Um livro comprado em uma promoção – Paguei 14,80 R$ nele na Black Friday do ano passado.

2. A menina que roubava Livros – Markus Zusak : Uma capa que não me atraí muito – Não chega ser uma capa feia, mas a coloquei aqui pela sua simplicidade e também porque esta é uma versão econômica.

3. O lado Bom da vida Matthew Quick: Um livro que tenho enrolado para ler – Este é mais um dos muitos livros que quase todo mundo já leu, menos eu, por isso o escolhi.

4. Juntando os pedaços Jennifer Niven : Acabou entrando como substituto, eu poderia colocar Silo, porém é um livro meio grande. O plano inicial era ler Extraordinário,  mas não consegui comprar a tempo, e acabei ganhando este de presente <3.

5. Aristóteles e Dante descobrem o segredo do universo – Benjamin Alire Sáenz: Com protagonistas LGBT – Já ouvi muitos elogios a essa historia, e até onde eu sei foi uma escolha certa.

6. A guerra do velho – John Scalzi : Um livro indicado por um dos organizadores – Eu comprei esse livros justamente pela indicação do Geek Freak.

Bom, essa é a minha TBR para o Torneio MLV, talvez eu não consegui ler todos a tempo, mas vou me esforçar.

Caso você tenha descoberto o evento só agora, calma, respira, não me xingue. Você ainda pode montar a sua TBR e tentar atingir a meta mesmo não participando diretamente.

Abraços! Desculpa. E até mais.

:)