Resultado de Pesquisa

Primeiro post do ano! 

Ficamos animados em saber que alguns de vocês foram corajosos e encararam nossos desafios de 2016. Por conta disso resolvemos repetir o projeto este ano, com novas categorias e doses de emoção.

No ano anterior acabamos não divulgando com vocês o andamento das nossas conquistas, porém pretendemos fazer diferente esse ano, e contamos com a sua ajuda para que isso de certo.

Seus comentários – além das mensagens que nos mandam – são nossos guias para decifrar se algo está funcionando ou não. Por isso sinta-se a vontade para compartilhar o que você anda concluindo.

Enfim, como puderam notar pelo titulo desta postagem o primeiro desafio a ser lançado será o de filmes – Ou cinematográfico – que contém 52 itens. A ideia principal é assistir um filme por semana que se encaixe em uma das categorias selecionada. Porém você tem total liberdade para concluir mais de um por semana se quiser – até porque estamos a um passo de atraso -. No entanto recomendamos que você não ultrapasse de 4 desafios por mês, para que o jogo não perca a graça.

E ESTE É O PRIMEIRO DE CHALLENGE DE 2017

 

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF

REGRAS DO DESAFIO

Para manter a ordem e fazer com que o jogo siga em um ritmo constante, estipulamos algumas regras que irão te auxiliar na conclusão:

1. Os filmes a serem assistidos devem ser inéditos para você – ou seja que você ainda não tenha visto – essa regra é anulada apenas quando o desafio induz a isso;

2.Quando não informado o ano de lançamento de um filme, a escolha cabe a você;

3.Você tem a total liberdade para escolher a ordem em que vai realizar cada item.

4.Não use o mesmo filme para mais de uma categoria.

5.São validas todas as plataformas e meios que você encontrar: cinema, TV, pay-per-view, locadoras, etc… – Busque assistir de forma certa e justa.

6.Sinta-se a vontade para compartilhar ou divulgar o desafio. Porém, por favor NÃO RETIRE OS CRÉDITOS. Nem mesmo faça modificações no arquivo.

7.DIVIRTA-SE! Não se estresse caso não consiga encontrar o que deseja. Esperamos que você use isso como uma distração e também como forma de conhecer coisas novas.

Ao longo do ano traremos dicas de filmes para as categorias especiais, além de informações onde encontrar cada um. Fique de olho em nossas redes sociais, esse ano também pretendemos movimenta-las mais.

Facebook   •   Instagram   •   Twitter

Abraços. Até a próxima!

OI Internet 🙂

Acho que vocês sabem que há um tempo eu ando tentando trazer a proposta do Rolê Cult pro blog. A minha idéia é simples: Visitar um lugar diferente, um lugar cultural, fazer uma nova atividade, qualquer coisa e depois vir aqui contar minha experiência e compartilhar com quem quiser. O meu desejo seria que isso animasse vocês a também experimentarem novas coisas, lugares, idéias, etc.. e espero que isso tenha acontecido ao longo desse último ano.

MAS, no ano de 2018 eu vou mudar as regras!!

Eu quero manter a proposta de sempre. Ainda vou continuar buscando contar tudo sobre cultura para vocês mas agora vou me desafiar e quem sabe vocês também não façam o mesmo!

Meio inspirado pelo #desafiocinematográfico, serão 18 roles ao longo do ano de 2018 e cada um com uma proposta diferente, mas eu prometo sempre mostrar tudo que for possível aqui com exclusividade.

Eai? Vocês encaram o desafio?  Quem sabe a gente não se vê por aí em um role cult 😉

Segue abaixo os itens pra vocês imprimirem, compartilharem e também desafiar os amigos. Por fim estou colocando a tag #rolecult assim temos um lugar para conversar.

Sem mais delongas eu apresento… RUFEM OS TAMBORES…..

Assim como fizemos para o desafio de 52 filmes, criamos um planner, onde você irá poder fazer se organizar, e terá um espaço dedicado para anotar suas experiências mais marcantes.

Download disponível por aqui.

Eai? Gostaram do dia 13 ser um desafio? Que tal levar um pouquinho de cultura e diversidade ao longo do ano? Topa? Ficou alguma sugestão para o rolê cult que você gostaria de ver aqui? Não perde tempo e conta pra gente!!

Compartilhe o desafio! Corra atrás de novas experiências!

Semana passada nosso prodígio dos movimentos culturais – Gustavo – lançou por aqui um desafio envolvendo a literatura clássica. O projeto se assemelha ao nosso desafio cinematográfico, no entanto não é tão extenso.

Confesso que não sou tão aberto aos clássicos da mesma forma como o Gustavo é, mesmo assim eu achei essa proposta de ler um clássico por mês uma ideia sensacional. Como o próprio Gusta (porque eu o chamo assim) me disse durante uma conversa: Ler esses livros acabam nos ajudando a entender a influencia que tiveram sob a literatura moderna e refletir sobre a visão que os autores tinham da sociedade antigamente.

Irei citar os livros que “eu” escolhi para cumprir os desafios, mas você pode saber mais sobre a lista e a proposta clicando aqui. Além disso, em breve o Gusta trará uma resenha sobre o seu primeiro livro escolhido.

*As minhas escolhas para capa/editora basearam-se em uma pesquisa e alguns conhecimentos sobre a proximidade com a obra original, material de apoio e popularidade.*

  • Um clássico da literatura brasileira: Dom Casmurro. Machado de Assis, 1899 –

Sim! É um livro bem popular e conhecido dentro da literatura clássica brasileira. Lembro-me de ter ganho uma edição no ensino médio, mas não sei se a li.
O livro é narrado por Bento, e suas memórias da juventude. Amargurado e crente de que seu filho com Capitú na verdade é fruto de uma traição com seu melhor amigo, o velho e solitário – agora Dom Casmurro – busca respostas em suas lembranças.

  • Um clássico da ficção científica: Planeta dos Macacos. Pierre Boulle, 1963 –

A história deste livro se distancia da atual franquia conhecida, no entanto já ganhou uma adaptação mais fiel em 1968.
A Obra apresentará Ulysse um jornalista que parte com uma tripulação de cientistas para a descoberta de novos planetas. Em sua busca, eles pousam em um local semelhante a Terra, encantador porém ríspido. Neste planeta os macacos exercem agem como seres humanos, e os homens são como animais de baixo intelecto, usados como, cobaias, transportadores e animais de estimação.

  • Uma antologia de contos: Eu, Robo. Isaac Asimov, 1950 – 

Também como um clássico de ficção cientifica. O livro é reúne nove contos que relatam a evolução dos autômatos através do tempo. Sob o comprometimento às três leis da robótica, Isaac Asimov leva o leitor a refletir sobre diferentes assuntos.

  • Um clássico da literatura de horror: Frankenstein. Mary Shelley, 1818 –

A figura icônica dos clássicos de horror, a relação entre criador e criatura entre outros assuntos são levantados nessa história que até hoje vem tendo uma repercussão mundial.
Inclusive, já rolou matéria sobre a obra aqui no blog, escrita pelo Gustavo.

  • Um clássico sobre uma figura feminina: Anna Katerinina. Liev Tolstói, 1877 –

Considerado o maior romance já escrito, Anna Keterinina se destaca pela aproximação com a vida levada pelas de diferentes posições sociais da época, além da complexidade em montagem de parentescos.
A historia relata os caminhos levados Liévin – um proprietário de terras – e Anna, uma aristocrata casada, que se cruzam apenas vez em toda em meio a longa narrativa.

  • Um clássico sobre traição: Madame Bovary. Gustave Flaubert, 1857 –

A obra retrata a vida de uma mulher com anseios de uma vida diferente da qual leva ao lado de seu marido, um homem de personalidade fraca, em uma cidade do interior.
Em sua época de publicação o livro chegou a gerar revolta e incomodo da sociedade.

  • Uma distopia clássica: 1984. George Orwell, 1949 – 

A história se passa em uma sociedade aprisionada e controlada pelo Estado, onde seus habitantes são obrigados a agir de forma coletiva ao mesmo tempo em que se encontram sozinhos. E onde ninguém escapa da vigilância do Grande Irmão.
1984 foi o ultimo livro escrito por George Orwell, e é até hoje é vista como a obra fundamental para o gênero distópico.

  • Um clássico sobre aventuras: Viagem ao Centro da Terra. Júlio Verne, 1864 –

Otto Lidenbrock é um renomado professor, geólogo e mineralogista, que decide partir em uma jornada ao centro da terra após encontrar uma mensagem cifrada descrevendo tal local com detalhes. Junto de seu sobrinho Axel e o guia impassível Hans, Otto parte rumo ao desconhecido afim de comprovar suas teorias sobre a vida terrestre.
Meu primeiro contato com uma obra de Verne foi através do livro 20 mil léguas submarinas, que me prendeu do começo ao fim, já faz algum tempo que estou interessado em ler algo mais do autor.

  • Uma peça clássica: Hamet. William Shakespeare, 1603 – 

Guiado por seu falecido pai, Hamlet parte em busca da vingança em seu nome e uma jornada de autoconhecimento. -“Ser ou não ser, eis a questão”- Hamlet é uma das mais conhecidas peças escritas por Shakespeare.

  • Coletânea de poemas: Sapato Florido. Mario Quintana, 1948 – 

O livro traz uma coletânea de poemas em forma de prosa onde Quintana extrai valores e questionamentos sob a perspectiva de situações banais e cotidianas. É umas das principais coletanas indicadas para quem quer conhecer mais sobre o poeta.

  • Um clássico que gerou polemica na época: O Retrato de Dorian Gray. Oscar Wilde, 1890 –

O Livro propõe uma reflexão sobre o valor da beleza externa e os valores internos. Dorian é um personagem que entrega sua alma a um quadro em troca de sua beleza eterna. Porém a pintura passa a sofrer deterioração no passo em que Dorian toma atitudes questionáveis.
Essa obra acabou resultando na prisão do próprio autor, acusado por atentado ao pudor. Em uma época onde a homoafetividade  era vista como crime, Oscar Wilde foi  condenado pela visão de seus personagens, tendo os trechos de seu livro sendo usados contra ele em julgamento. Ainda hoje, existem diversas versões com censura.

E essas foram as minhas escolhas para o desafio, talvez eu não consiga ler todos os títulos, mesmo estou empenhado em ir atrás de alguns. Também espero que essa lista tenha ajudado vocês a se inspirarem, e tomarem coragem para conhecer mais sobre os clássicos e encarar o desafio.

Me conta, tem algum desses livros que você quer ler, ou já leu?

Abraços! E até mais.

Seja limpo ou sujo, velho ou novo, capa dura ou capa mole. Um clássico é sempre um clássico. São aqueles livros que marcaram suas épocas, inventaram línguas, criaram polêmicas e muitas vezes mudaram o rumo da literatura e da arte em suas respectivas épocas. Às vezes eles têm 100, 200 ou 300 anos, as vezes só 50, não importa, estas obras são sempre reutilizadas, repensadas, reimaginadas. Muitos clássicos colecionam listas enormes de adaptações para os mais diversos tipos de plataformas. E claro, são continuamente lidos, citados e estudados por diversas pessoas.

Pensando na importância destes livros, e continuando os desafios propostos para 2017, nós elaboramos o Desafio dos Clássicos. As regras são muito parecidas com o desafio cinematográfico: Não há uma ordem para ser seguida, apesar de apresentarmos os 11 itens em forma de lista.

Em 2016, já havíamos adaptado um desafio literário, que você pode conferir clicando aqui. Porém para esse ano a meta será mais branda: 1 livro clássico por mês. Eu sei, este post está um pouco atrasado, e é justamente por isso que contém 11 itens. Mas para não quebrar o clima inserimos um bônus (opcional).

E ESTE É CHALLENGE LITERÁRIO DE 2017

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF

Por fim, minha primeira leitura será “O mundo perdido” de Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes) que se encaixa no item “Um clássico sobre aventuras”. Neste livro, ele narra a aventura do professor Edward Challenger e sua expedição que decidem provar ao mundo a existência de dinossauros na Floresta Amazônica. É uma obra menos conhecida de Conan Doyle, porém é inegável que exerça forte influência até hoje na ficção científica. Logo mais traremos aqui nosso comentário completo com todos os detalhes desta obra.

E você, gostou do desafio? Gosta de clássicos ou tem vontade de ler algum? Conta pra gente pelos comentários!

Até a próxima!

Então é Natal – 25/12

Então é Natal e nós concluímos nosso especial…. (YAY)

Esse dezembro foi movimentado, nós preparamos receitas, D.I.Y(s), nos preparamos para o próximo ano, tivemos maratonas de filmes e séries, enfim muita coisa boa.  Assim como nos calendários de Natal que inspiraram esse mês de dezembro aqui no Faltou Foco, nós revelamos ontem a última surpresa do mês e agora está completo! Cheio de dicas e coisas legais para conferir

Calendário de NatalFaltou Foco 2017

Com a chegada do Natal, para muitos é hora de reunir a família em torno da mesa, para outros significa uma noite tranquila, ou pode ser uma noite de contemplação e reflexão, ainda há aqueles que receberam muitos presentes outros que não receberam nenhum. Não importa como você vai passar essa data, nós aqui do Faltou Foco desejamos que seja ótimo e que você se sinta feliz da forma que for a melhor, que o fim do ano e seu encerramento de um ciclo possa trazer paz, reflexão, planejamentos e mais importante (talvez a palavra mais necessária para os tempos atuais) esperança, que ela possa renascer em todos nós

🌟 E seja como for, UM FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO  🌟

###

Porém, agora é hora de uma pausa, é hora de rever nossas idéias, descansar o cérebro e principalmente, pensar em muitas e muitas novidades para 2018. Pensamos em reinvenção e renovação, assim como desejamos a quem nos acompanha, por isso tem muita coisa boa vindo por aí.


Foto: David Lezcano

Um novo ciclo pede que o blog também se repense e reacenda velhas idéias, traga novas, quem sabe o que pode acontecer, e só ficando por aqui vocês poderão descobrir 🙂

Nos vemos logo logo assim que 2018 chegar!

Enquanto isso que tal rever nossa programação durante o ano:

E, por fim, nos prometemos não sumir, ainda tem coisas acontecendo la na nossa página FALTOUFOCO

Até logo e um abraço,

do Gusta

:)